Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 26 de Outubro de 2021

Policial

Policia Militar Ambiental fecha carvoaria ilegal em Água Clara

O carvoeiro, residente no sítio, responderá também por crime ambiental de funcionar atividade potencialmente poluidora e explorar material da flora sem autorização ambiental

Assessoria PMA

20 de Julho de 2013 - 09:18

Policiais Militares Ambientais de Três Lagoas (MS) em fiscalização nas propriedades rurais do município de Água Clara (MS) fecharam ontem à tarde uma carvoaria que funcionava sem autorização ambiental. A carvoaria operava em um sítio, próximo à rodovia MS 324 e os policiais apreenderam 30 m³ de carvão nativo que estava sendo processado ilegalmente, além de paralisarem as atividades. O proprietário da carvoaria foi autuado administrativamente e multado em R$ 1.500,00.

O carvoeiro, residente no sítio, responderá também por crime ambiental de funcionar atividade potencialmente poluidora e explorar material da flora sem autorização ambiental. Se condenado, poderá pegar de três a seis meses de detenção por funcionar a carvoaria sem autorização e pena de seis meses a um ano de detenção pelo carvão ilegal que estava sendo processado.

MOTOSSERRA – A mesma equipe também autuou um homem que transportava uma motosserra sem documentação (LPU – Licença de Porte e Uso). A máquina sem a documentação ambiental estava em um veículo Fiat Uno, que fora abordado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), a qual acionou a equipe da PMA. O proprietário da motosserra, residente em Três Lagoas (MS), foi autuado administrativamente e multado em R$ 1.000,00.

O uso de motosserra ilegal é crime ambiental, porém, só o transporte, ou a posse, não é crime. Por isto, o responsável responderá somente na esfera administrativa.