Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 24 de Outubro de 2020

Policial

Policial Federal é preso após deixar boate e atropelar dois PMs em avenida

Conforme a Polícia Militar e policiais da Rotac (Rondas Ostentivas Táticas da Capital), os dois policiais foram lançados a uma distância de 10 metros.

Campo Grande News

15 de Fevereiro de 2014 - 09:44

Um policial federal foi preso na madrugada desse sábado (15) após atropelar dois policiais militares na Avenida Afonso Pena, em Campo Grande. De acordo com a Polícia Militar, por volta das 4h30, cinco policiais da Rocam (Rondas Ostensivas com Apoio de Moto) faziam rondas pela região do Shopping Campo Grande e do Parque das Nações Indígenas, quando dois deles foram atropelados por um veículo Sandero dirigido pelo policial federal Nelson Kurek, 34 anos.

Conforme a Polícia Militar e policiais da Rotac (Rondas Ostentivas Táticas da Capital), os dois policiais foram lançados a uma distância de 10 metros. Após o atropelamento, segundo a PM, o PF não parou para prestar socorro e tentou fugir, mas foi detido quatro quadras a frente do local do acidente.

Ainda de acordo com informações da polícia, Nelson passou à noite em uma boate e aparentava estar bêbado. Ele foi detido e encaminhado para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro.

A Polícia Militar informou que o policial se recusou a fazer o teste de bafômetro, mas foi feito um termo de constatação de embriaguez na delegacia, onde ele ainda permanece detido. Na delegacia, a reportagem do Campo Grande News tentou falar com o policial federal para saber a versão dele dos fatos, mas ele se recusou a dar alguma declaração.

Os dois policiais atropelados não sofreram ferimentos graves. Um teve uma luxação em um dos punhos e o outro passa por exames para detectar alguma fratura. Após o acidente, policiais militares estiveram na boate em que Nelson passou à noite e tiveram acesso a comanda de consumação dele. Conforme a Polícia Militar, o policial federal consumiu R$ 120 em bebidas alcoólicas.