Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 23 de Janeiro de 2021

Policial

Policial Militar mata ex-mulher e comete suicídio no bairro, Nova Jerusalém na Capital

Segundo informações, ele entrou na corporação no ano de 2010 e era lotado em Dois Irmãos do Buriti

Correio do Estado

06 de Agosto de 2014 - 13:55

O policial militar Luciano Gomes Chamorro, de 28 anos, matou a ex-mulher, Mayara Cristina da Silva, 22 anos, e cometeu suicídio na manhã desta quarta-feira (6), no Nova Jerusalém, ao lado do Bairro Moreninhas, em Campo Grande.

De acordo com a polícia, ele foi até a casa dela e chamou, mas a jovem não saiu. Luciano então entrou no imóvel e atirou na vítima, que estava dentro de um quarto. Em seguida, o PM se matou. O carro do policial, um Celta, que estava estacionado na frente da casa, teve o vidro atingido por uma pedra. 

Segundo informações, os dois estavam separados há algum tempo e brigavam pela guarda da filha. Conforme familiares, o casal viajou com a menina no fim de semana, pois Mayara não permitiu que a filha fosse sozinha com o pai. 

Luciano entrou na corporação no ano de 2010, no município de Corumbá, e era lotado em Dois Irmãos do Buriti. Equipes das polícias Militar e Civil estão no local.

O delegado Thiago Macedo, da 4ª delegacia de polícia, é o responsável pelo caso.