Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 3 de Dezembro de 2021

Policial

Presos se revoltam por causa de alimentação e ateam fogo em celas

Um dos investigadores de plantão do DP, tentou acalmar os ânimos dos detentos, até porque a delegacia se encontra superlotada com 18 presos

Rádio Caçula

22 de Agosto de 2013 - 10:49

Tudo começou quando um dos acusados identificado como Leandro Lopes Simões, 26 anos, se revoltou reclamando da alimentação recebida pelos custodiados, após isso o rapaz alegou que não podia ficar preso, pois não devia mais nada à Justiça e ameaçou colocar fogo no prédio na Delegacia de Polícia em Água Clara, distante a 193 km de Campo Grande.

Um dos investigadores de plantão do DP, tentou acalmar os ânimos dos detentos, até porque a delegacia se encontra superlotada com 18 presos. Uma mulher foi mantida sob custódia em um dos corredores do prédio.

Após uma hora e meia do anúncio da ameaça do detento de atear fogo, um dos investigadores ouviu gritos e pedidos de socorro vindos das celas e foi constatado que se tratava de uma mulher, identificada como Célia Aparecida. Ela estava em um corredor próximo das celas masculinas. Comprovado o fogo em colchões, o policial rapidamente controlou as chamas com extintor e pediu reforços de companheiros das polícias militares e civil.

Os policiais constataram que cerca de 12 presos participaram da revolta, todos eles estão sob investigação. A perícia esteve no local para procedimentos de praxe. Os danos foram apenas no prédio e ninguém ficou ferido.