Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 25 de Fevereiro de 2024

Policial

Suposto empresário de jovens jogadores é preso por abuso de adolescentes

Dos sete adolescentes encontrados no apartamento de Reginaldo, alguns já foram encaminhados para seus Estados de origem e outros estão sob a guarda do conselho tutelar.

Uol Notícias

05 de Fevereiro de 2013 - 14:00

A Polícia Civil de Sergipe prendeu, na última segunda-feira (4), em Aracaju, o suposto empresário e olheiro de futebol, Reginaldo Pinheiro dos Anjos, 45, conhecido como "Doutor". Ele é acusado de abusar sexualmente de adolescentes entre 15 e 17 anos que queriam ser jogadores de futebol. Com ele, policiais encontraram ainda uma grande quantidade de remédios.

Reginaldo começou a ser investigado desde dezembro do ano passado, após uma denúncia anônima. As investigações policiais apontaram que o suspeito se passava por um suposto olheiro de futebol que recrutava adolescentes de outros Estados do País, como São Paulo, Santa Catarina, Bahia e Goiás, com a promessa de integrar os jovens na Associação Desportiva Confiança, time de Aracaju e atual vice-campeão sergipano.

Segundo a polícia, com base nos depoimentos dos sete adolescentes encontrados com o suposto empresário, inicialmente Reginaldo aliciava a vítima e, caso houvesse recusa em manter relações com ele, o jovem era privado de comida e da liberdade. "Vários deles disseram que Reginaldo costumava dopar eles colocando medicamentos [para controle de pressão e calmantes] dentro do suco", afirmou a delegada Mariana Diniz, responsável pelas investigações.

A delegada afirmou que as famílias dos futuros jogadores pagavam entre R$ 100 a R$ 450 para cobrir as despesas de moradia e alimentação. "Quase todos tem condições financeiras desfavoráveis e todos disseram que as famílias se reuniam para juntar dinheiro e realizar o sonho do garoto", disse.

"Diferente do que ele tinha prometido como roupa lavada, comida, o que vimos foram os garotos amontoados em um pequeno apartamento de dois quartos, no Centro de Aracaju. Os adolescentes chegavam a dividir uma cama de casal em um dos quartos do apartamento. Na verdade eles eram enganados", relatou Diniz.

Dos sete adolescentes encontrados no apartamento de Reginaldo, alguns já foram encaminhados para seus Estados de origem e outros estão sob a guarda do conselho tutelar.

A polícia sergipana também encontrou uma grande quantidade de medicamentos no apartamento de Reginaldo. Segundo a delegada, existe suspeita de que o acusado comercializava os produtos de forma irregular e que vendia atestado médicos.

De acordo com a polícia, em depoimento, Reginaldo teria confirmado as acusações. Quando aos medicamentos, ele teria revelado que seria técnico de enfermagem, por isso que mantinha a grande quantidade de remédios em sua casa.

Reginaldo deverá ser indiciado pelos crimes de tráfico interno de pessoas para fins de exploração sexual e estelionato.

Outro caso

Esse é segundo caso, neste ano, de supostos empresários sergipanos de futebol serem indiciados pela polícia, sob a acusação de abuso sexual contra adolescentes. No final do mês passado, José Augusto dos Santos, 43, conhecido como Baleia, foi indiciado na cidade Nossa Senhora da Glória (112 km de Aracaju) pelo crime.

Segundo investigação policial, ele mantinha 11 adolescentes em um alojamento na cidade com a promessa de arrumar clubes para eles jogarem. Quatro desses jovens, entre 15 e 17 anos, procuraram a polícia e prestaram depoimentos acusando o empresário de exploração sexual. Os jovens eram dos Estados do Piauí, Bahia e Pará.