Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 28 de Fevereiro de 2024

Policial

Suspeito que matou homem em bar teria se negado a comprar caixa de som

Conforme divulgado pela Polícia Civil, “Fabinho” disse que conhecia a vítima e que nunca havia tido nenhum desentendimento anterior com ele.

Correio do Estado

30 de Outubro de 2017 - 17:12

O suspeito de assassinar Fernando da Conceição Silva, de 28 anos, a facadas se apresentou na 4ª Delegacia de Polícia Civil, em Campo Grande. Fábio de Oliveira Barbosa, de 36 anos, foi até a unidade junto ao advogado e contou que o crime, ocorrido em 10 de maio de 2017, foi motivado por venda de uma caixa de som.

Conforme divulgado pela Polícia Civil, “Fabinho” disse que conhecia a vítima e que nunca havia tido nenhum desentendimento anterior com ele. No dia em que o assassinato aconteceu, o suspeito afirmou que saiu do trabalho e resolveu ir até o bar. 

No trajeto, na versão de Fábio, ele passou em frente a casa de Fernando e foi chamado, mas não deu atenção. Logo mais no estabelecimento, Fernando chegou no bar agitado e oferecendo para venda uma arma que ele afirmava ter. 

Fábio teria se negado a comprar a arma, mas aceitou comprar de Fernando uma caixa de som. Ao ver as condições da caixa de som que a vítima estava vendendo, Fábio desistiu da compra e isso teria deixando o rapaz irritado.

Ainda na versão do suspeito, Fernando tentou agredi-lo e ele correu para os fundos do local, onde estava sua motocicleta e um facão, que usava para confeccionar cercas. Para se defender, segundo ele, Fábio acertou golpes de facão contra a vítima e ele morreu no local. 

Ele foi indiciado por homicídio doloso, com pena prevista de seis a vinte anos de prisão.