Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 12 de Maio de 2021

Policial

VÍDEO: Furioso, homem só é imobilizado após policiais o induzirem a desmaio

Vídeo gravado pelos militares mostra a tentativa de acordo durante longos minutos. “Gravamos a ação para nos resguardar”, justificou o sargento.

Correio do Estado

16 de Janeiro de 2017 - 13:20

Homem, de 40 anos, causou a maior confusão em conveniência de posto de combustíveis e foi imobilizado, somente, depois de ser induzido a desmaio. O protagonista do caso de polícia, comeu, bebeu sem pagar e recusava-se a sair do estabelecimento. Por isso, militares tiveram que interferir na situação que aconteceu na madrugada de domingo, na Rua João Carrato, centro de Três Lagoas.

De acordo com o sargento Aldair Rodrigues Coto equipe foi chamada no local por funcionários que queriam encerrar o atendimento, mas eram impedidos pelo ''cliente''. “A conveniência do posto já estava fechada e o homem entrou depois de saltar grade de proteção. Lá, comeu, tomou algumas cerveja e não quis pagar. Além disso, recusava-se a sair. Tentamos de todas as maneiras alertá-lo que se retirasse, mas ele não obedeceu. Por isso, foi preso por desobediência”, citou o policial.

Vídeo gravado pelos militares mostra a tentativa de acordo durante longos minutos. “Gravamos a ação para nos resguardar”, justificou o sargento.

Segundo vídeo, já feito por terceiros, mostra momento da imobilização. Mesmo ao receber voz de prisão, o homem resiste e continua a enfrentar os militares que só conseguem imobilizá-lo após praticarem técnica de estrangulamento, que não é letal e faz a pessoa perder a consciência por alguns segundos. O policial declarou que agiu conforme necessidade da situação. “Não era preciso usarmos arma de fogo, nem de choque. Era questão de imobilização com uso da força”, pontuou.

Detido, o homem ainda deu trabalho na delegacia de polícia. O sargento conta que até escrivão da Polícia Civil foi desobedecido e teve que enfrentar ataque de fúria do preso, que deve responder pelo crime de desobediência e resistência.  

VEJA OS VÍDEOS NA SEQUÊNCIA DA TENTATIVA DE ACORDO: