Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 15 de Janeiro de 2021

Política

Delcídio admite “plano B” se aliança com PSDB não der certo em MS

O pré-candidato a governador espera superar as restrições nacionais e fechar com a candidatura de Reinaldo Azambuja (PSDB) para o Senado.

Campo Grande News

12 de Abril de 2014 - 10:32

O senador Delcídio do Amaral (PT) admitiu, na manhã deste sábado (12), que tem um “plano b” caso não dê certo a aliança com o PSDB em Mato Grosso do Sul. O pré-candidato a governador espera superar as restrições nacionais e fechar com a candidatura de Reinaldo Azambuja (PSDB) para o Senado.

No entanto, a aliança ainda precisa do aval das executivas nacionais dos dois partidos. Amaral contou que vem tentando obter os votos necessários para aprovar a acordo na Executiva nacional do PT.

Por outro lado, caso o veto continue, principalmente, em decorrência da exaltação dos ânimos com a instalação da CPI da Petrobras, defendida pelos tucanos, ele vai lançar mão de uma nova aliança.

No entanto, o petista não quis revelar qual será o “plano B”. Ele justificou que ainda acredita no “plano A”.

Atualmente, o PSDB, que foi aliado do PMDB por mais de duas décadas, trabalha para fechar aliança com o PT, que é adversário em nível nacional. Os peemedebistas já avisaram que podem fechar uma aliança com os adversários da presidente Dilma Rousseff (PT), caso os petistas se aliem com os tucanos. O PMDB em MS pode apoiar a candidatura presidencial de Eduardo Campos (PSB) ou de Aécio Neves (PSDB).