Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 7 de Maio de 2021

Política

Siufi vai assumir vaga na Assembleia e acaba com o sonho de Daltro de virar deputado

Siufi se torna deputado com os 13.027 votos que obteve na eleição de 2014, quando garantiu a segunda suplência.

Flávio Paes/Região News

15 de Janeiro de 2017 - 20:44

O vereador Paulo Siufi (PMDB) vai renunciar ao mandato na Câmara Municipal de Campo Grande para assumir a vaga do seu primo na Assembleia Legislativa, Marquinhos Trad, eleito prefeito da Capital. Com a decisão de Siufi, anunciada pelas redes sociais, fica adiado o sonho do ex-prefeito Daltro Fiuza, segundo suplente do PMDB, se tornar deputado estadual.

Siufi se torna deputado com os 13.027 votos que obteve na eleição de 2014, quando garantiu a segunda suplência. Délia Razuk, a primeira suplente, se elegeu prefeito de Dourados. Fiuza, com 9.440 votos, acabou na terceira suplência.

Por meio do Facebook, Siufi disse que vai continuar trabalhando pela cidade. “Em fevereiro assumirei o mandato de deputado estadual de Mato Grosso do Sul, com a missão de fazer mais por Campo Grande e por todo o nosso estado. Agradeço imensamente a todos que me acompanham, rezam e torcem por mim. O meu muito obrigado e contem sempre comigo”, postou em tom de despedida.

O legislador começaria o 4º mandato na Câmara Municipal, na qual foi presidente por duas vezes. “Deixarei meu mandato de vereador com alegria e com sentimento de dever cumprido, por todo o trabalho que tenho desenvolvido por Campo Grande durante todos esses anos, por todos os amigos que conquistei na Câmara Municipal e todos os momentos que lá vivi”.

Para assumir como deputado estadual, o peemedebista deve renunciar ao cargo de vereador e quem fica em seu lugar no Legislativo Municipal é o suplente Wilson Sami (PMDB) que se torna titular ao tomar posse. Ele obteve 2.608 votos na eleição de 2016, diferença de apenas dois eleitores para o total alcançado por Siufi: 2.610.