Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 23 de Setembro de 2020

Sidrolândia

Agesul pede mudanças no projeto e acesso a frigorífico fica para 2020

Desde 2017, quando começaram os abates no frigorífico, carretas e caminhões frigoríficos, atravessam o São Bento.

Flávio Paes/Região News

06 de Dezembro de 2019 - 16:39

A implantação do acesso ao Frigorífico Balbinos, a partir da MS-262, só será iniciada em 2020.  O Governo do Estado não tem recursos para tocar a obra neste ano, além do que será preciso alterar o projeto executivo, abrir e concluir  licitação. A informação foi confirmada ao prefeito de Sidrolândia, Marcelo Ascoli, que hoje recebeu um engenheiro da Agesul, Caio Monteiro Veloso, designado para visitar a área projetado para ser o traçado da rua de 5,4 km.

Só agora, dois meses após o prefeito ter apresentado ao governador Reinaldo Azambuja o projeto executivo, durante o Governo Presente em Aquidauana,  a  Agência Estadual de Empreendimento determinou a vinda deste engenheiro a Sidrolândia.

Foram identificadas algumas inconsistências na planilha de custos e quantitativos de material. Além de terraplanagem, cascalhamento, aplicação de revestimento primário, será preciso construir uma travessia sobre uma nascente, um piscinão e um dissipador de energia para escoar a enxurrada que desce pelo bueiro sob a pista da MS-162.  Desde 2017, quando começaram os abates no frigorífico, carretas e caminhões frigoríficos, atravessam o Bairro São Bento. O projeto de abertura do acesso se arrasta desde 2015, quando dois produtores doaram faixas das suas propriedades para abertura da rua que poderá ter duas pistas e ciclovia no canteiro central.