Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 22 de Setembro de 2021

Sidrolândia

Alunos voltam às aulas presenciais e são recepcionados com espetáculo circense

Estudantes estavam há 16 meses fora das salas de aula por causa da pandemia.

Comunicação da Prefeitura

02 de Agosto de 2021 - 16:20

Alunos voltam às aulas presenciais e são recepcionados com espetáculo circense
Apresentação circense na escola Olinda Brito. Foto: Divulgação

A manhã desta segunda-feira (02/08), foi repleta de emoção e alegria para alunos da Rede Municipal de Ensino. Eles foram recepcionados com espetáculo circense, música e dança. A Secretaria de Educação preparou uma programação cultural de acolhimento dos estudantes do 6º ao 9ª ano do Ensino Fundamental que voltaram a ter aulas presenciais após um ano e quatro meses de atividades remotas por causa da pandemia.

Presente nas ações de acolhida, a prefeita Vanda Camilo, garantiu que as escolas estão preparadas para receber os alunos, seguindo as normas de biossegurança.

A secretária de Educação, Maristela Stefanello, disse que a preocupação foi recepcionar os alunos da melhor maneira possível, para eles se sentirem acolhidos e especiais.

“Hoje foi um dia especial para toda equipe da educação e das unidades escolares. Com apoio e a participação da prefeita, toda a equipe se envolveu na organização dos eventos deste dia. Demos o nosso melhor e espero que os pais, alunos e os professores tenham gostado", relatou a secretária.

A vice-prefeita, Rosi Fiuza, que acompanhou de perto as apresentações, relatou a importância do professor nesse momento de volta às aulas.

“Eu como professora fico muito contente com esse tipo de acolhida, porque estamos saindo de um período muito difícil de tristeza, de perdas, e como eu sempre digo, cabe a nós professores a tarefa de superar as nossas tristezas e os nossos desacertos, com essa questão que passamos, que o mundo passou com a pandemia, agora está em nossas mãos a maneira como nós vamos receber esse aluno. Quero desejar para os alunos e para os meus colegas professores que tudo seja maravilhoso, que eles consigam animar as crianças, despertar nelas aquela vontade de aprender para poder um dia ser um ser humano de sucesso”, disse.

A Escola Municipal Pedro Aleixo, foi a primeira unidade escolar que recebeu o espetáculo circense, e o diretor Thiago Delasta, fez questão de tranquilizar os pais porque todas as medidas de biossegurança e de distanciamento serão seguidas para garantir a segurança de toda a comunidade escolar.

“Foi uma cerimônia muito bonita, planejada com muito carinho para os nossos estudantes, este retorno é muito importante, porque nada substitui a presença de um professor, e desta forma fizemos tudo com muito carinho e amor, para que nesse novo formato possamos retornar de uma forma bem segura, seguindo os protocolos de biossegurança, então os pais podem ficar tranquilo com relação a isso, vamos manter o distanciamento, temos o álcool em gel, tudo dentro do protocolo para garantir a segurança dos alunos, dos professores e dos funcionários nesse retorno”, destacou.

O diretor adjunto, Márcio Rodrigues, ressaltou que a educação é muito importante para o desenvolvimento dos alunos.

“É um momento muito esperado, a educação como nós sabemos é uns dos termos essenciais da nossa melhoria como ser humano, então é muito gratificante participar desse momento, em resumo pela melhoria da educação e por essa volta que foi muito surpreendente, criativo, e é interessante essa nova etapa que estamos vivendo e vamos viver pela frente”.

A professora Antônia Vanusa, há 25 anos exercendo o magistério e que pela primeira vez passou pela experiência do ensino remoto, relata que estava preocupada com as dificuldades de aprendizagem na modalidade à distância.

“É uma satisfação muito grande voltar para a sala de aula. Bom é trabalhar com o aluno olhando olho no olho, passando atividade presencial, tirando as dúvidas".

O grupo teatral Pisando Alto, realizou apresentação no período matutino nas escolas Pedro Aleixo, Valério Carlos Costa e Natália Moraes de Oliveira. No período vespertino, o espetáculo foi mostrado na Escola Indígena João Batista Figueiredo, Escola Olinda Brito e na Escola Porfiria Lopes do Nascimento.

Além da recepção lúdica, antes de entrarem em sala, os alunos receberam três máscaras e higienizaram as mãos com álcool em gel.