Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 22 de Setembro de 2021

Sidrolândia

Após 9 meses, estrutura de cobertura do táxi dá as formas iniciais da rodoviária repaginada

Já está pronta a estrutura metálica da cobertura do ponto de táxi que será com colocada tão logo a concessionária de telefonia mude a fiação.

Flávio Paes/Região News

26 de Julho de 2021 - 16:15

Após 9 meses, estrutura de cobertura do táxi dá as formas iniciais da rodoviária repaginada
Já está pronta a estrutura metálica da cobertura do ponto de táxi. Foto: Marcos Tomé/RN

Quem passa agora pelo cruzamento da Avenida Dorvalino dos Santos com a Rua João Márcio Ferreira Terra já começa a perceber que após 29 anos de sua inauguração a Rodoviária está sendo repaginada numa reforma que já dura meses. Já está pronta a estrutura metálica da cobertura do ponto de táxi que será colocada tão logo a concessionária de telefonia mude a fiação.

Já foi encomendada a cobertura estaiada do saguão de entrada que definitivamente vai dar cores e formas da revitalização que avançou na reforma das instalações elétricas, hidráulicas, banheiros, eliminadas as goteiras do telhado, pátio de estacionamento ganhou novo pavimento e os ônibus já estão estacionando nos boxes, após meses parando perto da calçada em frente da Dorvalino. Parte do pavimento será refeito porque não passou pela avaliação dos engenheiros da Prefeitura.

Parte dos R$ 2 milhões que a Caixa Econômica (recursos do financiamento do Finisa) liberou semana passada, serão aplicados no pagamento de medições em atraso e permitirão acelerar as obras. A reforma da estação rodoviária de Sidrolândia foi iniciada em outubro do ano passado. Nos primeiros 90 dias o serviço avançou pouco e ficou dois meses parada. A Prefeitura teve de reajustar em quase 40% a planilha da obra feita em abril.

O reequilíbrio de preços foi autorizado ainda em dezembro pela gestão anterior, para contemplar o aumento de preços de alguns insumos de construção que tiveram uma explosão de preços por causa da pandemia que interrompeu por alguns meses a produção de algumas indústrias. Também absorveu aumento de custos para execução de serviços e compra de materiais não previstos no projeto original.

A obra que custaria R$ 598.601,22, com o aditivo de 37,20% (em caso de reforma a legislação prevê até 50% de reajuste do valor original), terá um acréscimo de R$ 222.721,63, passará a R$ 821.322,85. A empreiteira venceu a licitação dando um desconto de R$ 232.789,410.

Primeira reforma

Está é a primeira grande reforma na rodoviária inaugurada em 1991, há 29 anos. O prédio de 1.326,04 metros quadrados de área construída receberá novas instalações elétricas, hidráulicas, pintura, reparos na cobertura. Está programada a reforma dos banheiros, do quiosque, o pátio de estacionamento receberá novo pavimento. O ponto de táxi receberá cobertura e está programada a construção de um bicicletário com 5 vagas e de um traffic calming na via lateral, além de um novo paisagismo.