Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 30 de Outubro de 2020

Sidrolândia

Audiência pública reúne Procon e gerentes para discutir atendimento nas agencias

As dificuldades que os clientes em enfrentando nas agências bancárias serão tema de uma audiência pública nesta terça-feira na Câmara Municipal a partir das 16h30.

Flávio Paes/Região News

22 de Setembro de 2020 - 13:13

As dificuldades que os clientes em enfrentando nas agências bancárias serão tema de uma audiência pública nesta terça-feira na Câmara Municipal a partir das 16h30. Além dos representantes das instituições financeiras, vereadores, a reunião terá participação do Procon Estadual, Marcelo Salomão.

A intenção, segundo o vereador Kennedi Forgiarini que tem cobrado providenciais em defesa do consumidor, é buscar de forma consensual medidas que garantam um atendimento mais ágil, especialmente no Banco do Brasil, onde muita gente tem voltado pra casa sem atendimento.

Vereador Kenendi Forgiarini junto a equipe de Fiscalização. Foto: Divulgação

No último dia 11, fiscais do setor de tributação da Secretaria de Fazenda notificaram a agência do Banco do Brasil. Os fiscais, acompanhados do vereador Kennedi Forgiarini, foram constatar a procedência de denuncias de clientes que reclamaram da qualidade do atendimento. O banco terá 10 dias para apresentar sua defesa.

Se as alegações não forem aceitas pela fiscalização, o Banco do Brasil será multado em 200 Unidades Fiscais (R$ 3.880,00), que vai dobrando até a 5ª reincidência, sempre respeitando o prazo de 30 dias entre uma e outra autuação. A partir da 6ª reincidência a agência terá o alvará de funcionamento suspenso por 90 dias.

Segundo o vereador Kennedi Forgiarini, os problemas no atendimento, decorrentes do número reduzido de funcionários, se acentuaram desde ontem à noite, porque só um dos 10 caixas eletrônicos estava funcionando. Além disso só há um caixa para o atendimento presencial. Com isto, o tempo de atendimento extrapola os 15 minutos de tolerância, previsto na legislação municipal para este período do mês.

Uma das clientes que reclamaram foi dona Thais Almeida. Ela foi duas vezes ao banco para resolver uma questão relacionada só Pasep e terá de retornar na próxima terça-feira. Na primeira vez, chegou por volta das 10h30 e após mais de duas horas de espera sequer entrou na agência. Por volta das 13h50 o vigilante avisou quem estava na fila que deveria voltar no dia seguinte porque o expediente terminaria em 10 minutos.

"São apenas dois funcionários, apena um no caixa. Só entram duas pessoas por vez. Não há distribuição de senhas para garantir o atendimento de quem está na fila", conta indignada.

Fila de espera no Banco do Brasil. Foto: Arquivo/Região News