Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 30 de Setembro de 2020

Sidrolândia

Bombeiro morto no acidente tinha 36 anos e estava há 4 anos na corporação

Seus colegas de quartel ainda muito abalados pela tragédia, o descreve como um profissional comprometido com sua missão.

Flávio Paes/Região News

16 de Dezembro de 2019 - 17:45

O soldado do Corpo Bombeiros Militar, Jocimar Carlos, que morreu nesta segunda-feira num acidente na MS-162, altura da estrada de acesso ao Capão Bonito I, estava há 4 anos na corporação e chegou à cidade junto com a entrada em funcionamento do grupamento local em 2015. Natural de Anastácio, tinha 36 anos, deixa mulher e dois filhos menores de idade.

Seus colegas de quartel ainda muito abalados pela tragédia, o descrevem como um profissional comprometido com sua missão, que mantinha relacionamento cordial com todos. No domingo participou junto com a mulher e os filhos, da confraternização de final de ano que reuniu familiares e bombeiros do grupamento. Uma cena que ainda está na memória de muitos que estavam lá foi quando Jocimar ajudava o filho a almoçar.

Por volta das 14 horas Jocimar, em companhia do companheiro de farda, Heverton Pontes, foi atender um chamado de atendimento no Assentamento Capão Bonito, onde uma pessoa teria sido vítima de mal súbito. Chovia muito no momento do acidente, o que dificultava a visibilidade da pista, quando dirigia o veículo de resgate.

Na altura do acesso ao assentamento, a 28 quilômetros do perímetro urbano, a viatura UR 66 reduziu a velocidade no meio da pista e o condutor deu a seta de que entraria à esquerda. Neste instante, uma carreta que vinha atrás, literalmente atropelou a viatura dos bombeiros, provocando a morte instantânea de Jocimar. O prefeito de Sidrolândia, Marcelo Ascoli, decretou luto oficial de 3 dias.