Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 24 de Setembro de 2020

Sidrolândia

Chuva de 80 milímetros traz alivio a produtores que esperam produtividade recorde de soja

Muitos produtores tiveram de replantar parte da lavoura por causa da estiagem no período de desenvolvimento da planta

Flávio Paes/Região News

23 de Janeiro de 2020 - 10:30

Os 80 milímetros de chuva que caíram em Sidrolândia, somados aos 45 registrados no último dia 12, renovaram as expectativas dos produtores de uma super safra de soja, com produtividade de 70 hectares por hectare, bem acima da média histórica do município, de 55 sacas. Muitos produtores tiveram de replantar parte da lavoura por causa da estiagem no período de desenvolvimento da planta e como há duas semanas não chovia, havia o temor de comprometimento da produção caso a situação persistisse.

Mesmo pequenos produtores, como Clayton Straube, que tem uma lavoura de 300 hectares na região do Capão Bonito, estão otimistas. Se nas próximas duas semanas, a precipitação pluviométrica acumulada atinja os mesmos 80 milímetros de ontem, ele acredita que consiga obter 70 sacas por hectare.

Do contrário, ele calcula um rendimento menor, na faixa das 45 sacas. Clayton começou a plantar no dia 10 de outubro, por isto, sua lavoura não sofreu os efeitos da estiagem. Ele espera iniciar a colheita em 10 de fevereiro. Na Fazenda Recanto, as colheitadeiras da Fendt começaram a operar, na largada da colheita.

Panorama estadual 

Com previsão de preços até 8% maiores, clima favorável e previsão de mais chuvas nas próximas semanas, a soja deverá render 9,9 milhões de toneladas nesta safra. A produtividade média deve manter-se em 52,19 sacas por hectare ou 12,5% maior que no ano passado. Os dados são do Boletim de Agricultura, divulgado pelo Sistema Famasul, que vem mantendo as previsões de um bom desempenho do grão no Estado.

O levantamento que foi feito na segunda semana do mês de janeiro e ouviu empresas de assistência técnica, produtores rurais, sindicatos rurais e empresas privadas dos principais municípios produtores de soja do Mato Grosso do Sul. As principais informações levantadas referem-se à fenologia da cultura; incidência de plantas daninhas, pragas e doenças; situação da lavoura; clima; entre outras.

O período foi marcado por uma irregularidade de chuvas no Estado, segundo o boletim. Já a incidência de pragas e doenças manteve-se dentro da normalidade. A previsão do tempo para a terceira semana de janeiro prevê maior regularidade nas chuvas, portanto, o clima mantém-se favorável ao desenvolvimento da cultura.

Para a soja safra 2019/2020, estima-se uma área plantada de 3,163 milhões de hectares. Em comparação aos dados da safra anterior (2018/2019), a previsão é de alta de área plantada em aproximadamente 6,18%.

Custos - O preço médio da saca de 60 Kg, em MS, encerrou no mês de dezembro cotado a R$ 80,29. O preço médio do mês de dezembro no comparativo com o mesmo período do ano aponta um reajuste de 8,18% nos valores. No final de 2018, a saca de soja custava em média, R$ 74,22. As cotações no mercado se mantiveram estáveis mesmo com as desvalorizações da moeda americana no mês de dezembro, pois em contrapartida houve valorização nos contratos futuros na bolsa de Chicago.

Evolução da produção de soja - Sidrolândia

Ano 2004

Área plantada

85 mil hectares

Produção

178.510 toneladas

2005

Área plantada

94.800 hectares

Produção

199.800 toneladas

 2006

Área plantada

93 mil hectares

Produção

213.900 toneladas

2007

Área plantada

95 mil hectares

Produção

269.900 toneladas

 2008

Área plantada

95 mil hectares

Produção

256.900 toneladas

 2009

Área plantada -

97 mil hectares

Produção

238.620 toneladas

2010

Área plantada

115 mil hectares

Produção

345 mil toneladas

2011

Área plantada

120 mil hectares

Produção

194.400 toneladas

2012

Área plantada

130 mil hectares

Produção

358.000 toneladas

2013

Área plantada

142 mil hectares

Produção

361 mil toneladas

2014

Área plantada

162 mil hectares

Produção

506 mil toneladas

2015

Área plantada

173 mil hectares

Produção

549 mil toneladas

2016

Área plantada

184 mil hectares

Produção

548 mil toneladas

2017

Área plantada -

196 mil hectares

Produção

646.800 toneladas

 2018

Área plantada

216 mil hectares

Produção

646.800 toneladas

 2019/2020

Área plantada

215.000 hectares

Produção

903 mil toneladas (estimativa de produção).