Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 18 de Setembro de 2020

Sidrolândia

Coamo de Sidrolândia apresenta novos produtos e novas tecnologias em dia de campo

A empresa promove dois eventos como este por ano, um nesta época do ano e outro na safrinha.

Gildo Tavares/ Região news

14 de Fevereiro de 2020 - 16:18

Coamo de Sidrolândia apresenta novos produtos e novas tecnologias em dia de campo

Na tarde desta quinta-feira, 14, a Coamo Agroindustrial Cooperativa de Sidrolândia realizou um dia de campo, onde foram apresentadas novas variedades de soja, que podem ser usadas nas próximas safras. A empresa promove dois eventos como este por ano, um nesta época do ano e outro na safrinha, quando são apresentados os híbridos de milho. Estes encontros são globais, que acontecem na fazenda experimental, que fica em Campo Mourão, no Paraná e posteriormente levado para as outras unidades.

Para o gerente da Coamo de Sidrolândia, Walmir Ritter, a troca de experiência é o mais importante do que pode ser levado de melhor para o produtor. "Está dentro da iniciativa e dentro da missão da Coamo fazer com que o cooperado tenha bons resultados. Temos parcerias muito fortes com várias empresas que nos dão segurança, que investem em tecnologia e em pesquisa, e o dia de campo é sempre uma oportunidade de trazer isso ao conhecimento dos nossos cooperados", destaca.

Sobre o dia de campo, Walmir relatou que este tipo de evento influencia na hora da compra, porque o produtor consegue visualizar na prática os resultados, os potenciais das cultivares, no caso da soja, consegue também avaliar os melhores tratamentos e os que oferecem resultados melhores, que certamente vão resultar em uma melhor produtividade.

Para Marco Antônio Santos, genro de Olavo Straub, proprietário da fazenda às margens da MS-162, onde o dia de campo foi realizado, o evento é importante por que os produtores presenciaram na prática os resultados das variedades de soja apresentadas.

"É importante este dia de experimento no dia de campo da Coamo, por que trás para os produtores informações, novas tecnologias, novos conceitos em relação ao plantio. É um trabalho muito importante para os produtores conhecer novas tecnologias, que acabam tornando um campo demonstrativo para futuras safras e manejos. É bem válido, trás muitas informações que se transformam em bons resultados" falou.

Laércio Stábille Júnior, que é Engenheiro Agrônomo responsável Técnico da Coamo, disse que o dia de campo é um evento que é feito todos os anos. São dois dias de campo que são primordiais, que é o dia de campo de verão, onde são apresentadas as variedades de soja e na safrinha onde são apresentados os híbridos de milho. "São eventos que a Coamo têm eles de forma global lá na fazenda experimental em Campo Mourão e nós temos a preocupação de replicar este dia de campo nas unidades, para passar para o produtor a realidade local", complementou.

Como resultado do dia de Campo em Sidrolândia para a cultura da soja, Laércio disse que como neste ano o clima ajudou, foram oferecidas variedades de soja explorando o máximo do seu potencial, o visual foi atrativo e os produtores estão chegando à conclusão que está muito bom e têm noção realmente do que os materiais de soja podem oferecer em termos de produtividade, tanto as variedade que já estão no mercado, como as novas que estão sendo colocadas à disposição.

Outro ponto destacado por Laércio, é o foco principal da Coamo, que é a rentabilidade do produto e agregar valor aos negócios do produtor. "A gente trabalha com um custo dentro de uma recomendação consciente. A Coamo fornece ao cooperado somente o que ele precisa, ela não tem comissão de venda, e isso é uma forma de enxugar custo. A outra forma é fazer a recomendação o mais consciente possível, para que o produtor gaste menos, de forma localizada, “com assistência e acompanhamento do produto nas aplicações, fazendo as vistorias para que ele não use o produto de forma errada ou em um local em que ele não precise aplicar", explicou.

Para o produtor rural Cláudio Beretta, é muito prático participar do dia de campo, por que é uma oportunidade para ver o que os técnicos falam, o que a variedade de soja está produzindo. "Você olha aqui e daqui você já faz uma seleção se vale à pena você levar para a sua realidade ou não", pontuou.

Sobre a Coamo, Beretta disse que ela é um diferencial na vida do produtor rural. "Com a Coamo mudou. Existe um custo de lavoura antes da Coamo e um custo de lavoura depois da Coamo e isso veio ajudar a gente, baixando os custos dos insumos", disse.

Sobre as dificuldades na hora do plantio, Beretta destaca que a tecnologia existe, o produtor tem que escolher uma variedade certa e também na parte logística do plantio, porque depende do clima, da sua capacidade de se adaptar a esta realidade, e o dia campo é um ótima oportunidade para melhorar os conhecimentos a serem aplicados.