Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 25 de Setembro de 2020

Sidrolândia

Com reajuste, tarifa de ônibus sobe para R$ 4,42 a partir de janeiro

Mesmo com o aumento, não haverá impacto no orçamento dos usuários basicamente os funcionários da JBS.

Flávio Paes/Região News

18 de Dezembro de 2019 - 09:57

Com reajuste, tarifa de ônibus sobe para R$ 4,42 a partir de janeiro

Decreto assinado pelo prefeito de Sidrolândia, Marcelo Ascoli, publicado na edição desta quarta-feira do Diário Oficial, reajusta em 5,74% a tarifa do transporte coletivo que passa de R$ 4,18 para R$ 4,42, impactada pelo aumento dos principais insumos que compõem o custo do serviço. Óleo diesel, pneus e peças subiram bem acima da inflação de 12 meses, medida entre novembro de 2018 e novembro de 2019.

Mesmo com o aumento, não haverá impacto no orçamento dos usuários basicamente os funcionários da JBS, que são beneficiários do vale transporte. Por força do acordo coletivo, eles só pagam 3,6% do salário normativo da categoria, R$ 1.155,00, o que corresponde a um desconto mensal de R$ 41,58. Com isto, tomando como base a compra de 44 passes, cada passe vai sair por R$ 0,86, enquanto a empresa paga a diferença de R$ 3,56, mais de 80% do custo.

O transporte coletivo foi criado em 2014 por pressão da JBS, que ameaçou fechar sua unidade em Sidrolândia com mais de 2 mil trabalhadores. A empresa fretava ônibus para o transporte de pessoal. Muita gente quando saia dos seus quadros entrava na Justiça e garantia hora extra itinere o que gerou um passivo trabalhista milionário.

Havia expectativa, não confirmada, de outras empresas oferecerem vale transporte, aumentando o número de usuários. Outro agravante é que a parir de 2017 a Prefeitura passou cobrar o Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza, um custo extra de R$ 17 mil por mês. A tarifa aplicada na área urbana, se estende as aldeias, ao distrito de Quebra Coco e a incubadora.