Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 20 de Janeiro de 2022

Sidrolândia

Começa entrega de telhas para refazer cobertura de casas atingidas por vendaval

A Secretaria Municipal de Assistência Social recebeu 283 pedidos de ajuda.

Assessoria de Comunicação

17 de Outubro de 2021 - 20:44

Começa entrega de telhas para refazer cobertura de casas atingidas por vendaval
Foto: Rafael Brites

Desde sábado à tarde equipes da Prefeitura de Sidrolândia trabalham na entrega de telhas para famílias em situação de vulnerabilidade social refazerem os telhados das suas casas, parcial ou totalmente arrancados. As telhas foram arrancadas por ventos de até 100 km que por 15 minutos literalmente varreram a cidade.

A Secretaria Municipal de Assistência Social recebeu 283 pedidos de ajuda e à medida que as equipes fazem avaliação nas casas, as telhas serão entregues. Neste domingo equipes estiveram na Aldeia Nova Nascente e no Distrito de Quebra Coco.

Ainda na sexta-feira de forma emergencial a força-tarefa colocou lonas em casas como a de dona Dasmari Cabreiro que mora na Rua Thomas da Silva França, em companhia de 6 filhos, o mais novo deles com um ano de idade.

Para alívio de dona Gesiane Moraes, sábado à tarde as equipes da Secretaria de Assistência Social foram levar as 6 telhas que o temporal da sexta-feira arrancou, deixou-a descoberta três das quatro peças da casa recém-construída na Rua João Ferreira Filho, no Bairro Porto Seguro. A chuva molhou todos os móveis. Ontem mesmo o telhado foi refeito com o ajuda de um vizinho que é pedreiro.

Em outro extremo da cidade, no Jardim Paraíso, uma das primeiras casas a receber a visita das equipes da Prefeitura foi a de dona Tenta Lima Melo, residente na Rua José Fávero Neto. Ela teve que dormir com o filho na casa do vizinho porque oito telhas foram arrancadas e quase todas as peças ficaram descobertas.

O aposentado Altair Siqueira e dona Doraci Martins Pinheiro, que também moram no Jardim Paraíso, também receberam ajuda da Prefeitura para refazerem os telhados das suas casas." Esta ajuda veio em boa hora. Ganho pouco e não teria condições de comprar as oito telhas quebradas, que custam quase R$ 700,00", afirma.