Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 21 de Setembro de 2020

Sidrolândia

Comerciante de distrito desiste de manifestação e diz que ‘estava de cabeça quente

Comerciante diz que não vai confrontar as medidas adotadas pelas autoridades sanitárias do município no combate ao coronavírus.

Marcos Tomé/Região News

15 de Junho de 2020 - 09:12

O empresário Bruno Oliveira, de 33 anos, dono de uma barbearia no Distrito do Quebra Coco, que gravou um vídeo nas redes sociais convocando moradores para uma mobilização contra as medidas restritivas da Secretaria de Saúde, que a partir desta segunda-feira (15) decreta quarentena de 14 dias, voltou atrás ontem a noite.

Num telefonema a redação do RN, o comerciante diz que não vai confrontar as medidas adotadas pelas autoridades sanitárias do município no combate ao coronavírus. “Estava de cabeça quente quando gravei o vídeo. O enfrentamento não é a forma correta de resolver as coisas”, disse a equipe de reportagem.

Como sobrevive praticamente de atividade comercial como barbeiro e do restaurante, gerenciado por sua esposa, o empresário teme não ter condições de honrar compromissos financeiros, já que terá suspensa suas atividades econômicas durante o período de quarentena.

“Sei que ofendi as pessoas, principalmente alguns políticos. Fui homem para gravar o desabafo em nome das famílias que vivem isoladas aqui e também serei, para enfrentar qualquer retaliação que houver. Meu sentimento é de indignação com a Câmara de Vereadores que nada fazem para melhorar as condições de vida da população”, dispara.

O comerciante cobrou da Prefeitura ações em diversas áreas, incluindo da Segurança Pública. “Sabemos que não é responsabilidade do prefeito, mas não é razoável aceitar que nossos representantes não se mobilizem junto ao Governo do Estado para viabilizar serviços básicos”, conclui.