Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 27 de Setembro de 2020

Sidrolândia

Comunidade do Jatobá improvisa telão para assistir o garoto inventor no Caldeirão do Huck

Todos assistiram atentamente à participação Rogério, o relato da história do garoto, além de tomadas com rotina.

Flávio Paes/Região News

10 de Novembro de 2019 - 19:48

Comunidade do Jatobá improvisa telão para assistir o garoto inventor no Caldeirão do Huck

O sábado, 9 de novembro, nunca será esquecido por Rogério Gonçalves, o garoto inventor de 14 anos (completados no mês passado). Não é todo mundo que tem o privilégio de contar uma façanha deste tamanho, vivenciada na adolescência, a de ter aparecido por mais de uma hora em rede nacional, na emissora de maior audiência do País (a Rede Globo).

Familiares de Rogério vieram de Campo Grande e do Assentamento Canta Galo para assistir na casa dele o programa como se fosse um jogo de Copa do Mundo da Seleção Brasileira. Veja a reportagem

Os moradores da comunidade Jatobá, ocupação na antiga esplanada ferroviária onde o garoto morava até um grupo de empresários antecipar um ano de aluguel da casa na Rua General Mala para onde ele e a família se mudaram, improvisaram um telão na casa de dona Maria de Souza.

Todos assistiram atentamente à participação Rogério, o relato da história do garoto, além de tomadas em que foi mostrada a rotina deles em casas construídas de forma precária com reaproveitamento de material ou barracos cobertos por lona plástica, sem abastecimento de água e luz.

Havia uma pontinha de esperança que o apresentador Luciano Huck, além de doar bolsa de estudos, computador, smartphones, notebooks e tablets de última geração para Rogério, os ajudasse a alcançar o sonho da casa própria. Desejo difícil de se realizar já que são quase 150 famílias ocupando a área de 4,5 hectares. Nem se mencionou o fato de que se tratava de uma ocupação, onde a ameaça de despejo ainda não foi afastada.

A rotina de Rogério praticamente não mudou, mas não se pode negar que nos últimos 90 dias ele passou por um turbilhão de acontecimentos, após sua ganhar o mundo após uma matéria e um vídeo divulgados pelo Região News no mês de julho. Atraiu as atenções da mídia regional, depois da Globo News e finalmente, da produção do apresentador Luciano Huck que esteve aqui na cidade fazendo locações.

Apresentador da TV Globo, Luciano Huck, grava história do garoto inventor em Sidrolândia

O programa Caldeirão do Huck vai contar a história do garoto Rogério Gonçalves, de 13 anos, que transforma sucata em equipamento de captação de energia solar. Assista

Publicado por Regiao News em Domingo, 29 de setembro de 2019

Foi a principal atração de uma edição do Cadeirão do Huck, que lhe possibilitou viajar de avião, conhecer São Paulo, onde visitou o laboratório de uma das mais prestigiadas universidades privadas do País (a Mackenzie), esteve nos estúdios da Globo no Rio de Janeiro para gravar o programa.

Tornou-se uma celebridade na cidade, mas mesmo assim, continua perambulando pelas ruas da cidade em busca do lixo eletrônico descartado (celulares, aparelhos de Tv, computadores) para retirar peças e produzir seus inventos, placas fotovoltaica destinadas à captação de energia solar; luminárias de xifon que produziu a partir da retirada de componentes de três aparelhos de televisão de LED estragado descartados pelos donos. Foto: TV Globo

Nos seus planos está adaptar uma bicicleta para funcionar à base de energia solar. Admite que não gosta de frequentar as aulas do ensino regular e nem tem certeza que vai conseguir notas para aprovação (faz o 8º ano). Temporariamente abandonou seu empreendimento de publicidade ambulante, com a divulgação de propaganda, que fazia percorrendo a cidade de bicicleta com uma caixa de som montada com material reciclável. "Os comerciantes querem pagar muito pouco, não vale o sacrifício", avalia. Vez ou outra, aparece alguns bicos na casa de vizinhos que querem alguma instalação elétrica.