Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 27 de Fevereiro de 2021

Sidrolândia

Depois de socorrer PM com alimentação de reforço policial, Conselho busca recursos para construção de sala do SIGO

Flávio Paes/Região News

17 de Janeiro de 2021 - 19:56

Depois de socorrer PM com alimentação de reforço policial, Conselho busca recursos para construção de sala do SIGO
Quartel da PM de Sidrolândia. Foto: Arquivo/Região News

Além de não reforçar o efetivo (desfalcado desde novembro de 2019, quando uma guarnição inteira foi presa, acusada de cobrar propina de contrabandistas), a falta de apoio do Governo do Estado a força de segurança da cidade, chegou ao extremo de no final de 2020, tendo sido necessário usar recursos das penas alternativas (como fianças), R$ 5.580,00, para custear a alimentação da tropa, numa articulação do Conselho Comunitário de Segurança Pública.

Também por iniciativa do Conselho foi apresentado ao juiz da Vara Criminal, Claudio Muller Pareja, o projeto, no valor de R$ 45.760,00, para a construção de uma sala no quartel da PM, geminado ao prédio da delegacia, onde os policiais possam elaborar os boletins e registrar as ocorrências no sistema SIGO e manter os detidos até serem encaminhados para a cela.

Hoje eles são levados para dentro do quartel, onde acabam tendo tempo de analisar a estrutura e ver às armas da guarnição que ficam expostas. Muitas vezes os suspeitos são levados para a sala lilás, destinada ao atendimento de vítima da violência doméstica. Como as demandas da PM e de outras instituições somam R$ 251.023,60 e só há em conta R$ 59.988,61, o juiz decidiu liberar parte dos recursos, R$ 20 mil, insuficiente até para cobrir os gastos com mão de obra (R$ 21 mil). A Prefeitura deve ajudar com o recurso para a compra do material, R$ 24.760,00.