Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 24 de Setembro de 2020

Sidrolândia

Desfiliação de Ari Basso e Lúcio surpreende tucanos que sofre 3ª baixa importante em 15 dias

Ari Basso, Lúcio e Moacyr Almeida estão fora do PSDB.

Gildo Tavares/Região News

08 de Fevereiro de 2020 - 16:08

A desfiliação dos produtores rurais, Lúcio Basso e Ari Basso, que vão pousar no Partido Aliança Pelo Brasil, do Presidente Jair Bolsonaro, pode causar uma revoada no ninho Tucano de Sidrolândia, e embaralhar mais a cena política no município.

De imediato, Enelvo Felini, pré-candidato à prefeitura de Sidrolândia pelo PSDB, perde um aliado histórico. Ari Basso foi vice-prefeito de Felini entre os anos 2000 e 2004. E em março de 2013, venceu a eleição suplementar, quando administrou o município até 2016.

A família Basso sempre teve papel importante dentro do PSDB, participando das articulações políticas dentro do partido. Estas ações eram encabeçadas por Lúcio Basso,  filho do ex-prefeito, também cotado para disputar a prefeitura.

Lúcio, que sempre figura nas pesquisas de intenção de voto com condições de disputar o Paço Municipal, nunca enfrentou o referendo nas urnas e até aqui, vinha se mantendo cauteloso quando suas intenções políticas.

A família Basso sempre apoiou o presidente Jair Bolsonaro. O filho mais novo do ex-prefeito, Gabriel Basso, publicou uma enorme inscrição do nome do até então candidato, com a inscrição “Bolsonaro 2018”, no meio da plantação de soja e o feito viralizou por todo o país.

Toda esta conjuntura deixa claro que os próximos dias devem ser quentes nos bastidores da política sidrolandense, com as peças do tabuleiro se movendo, e como neste caso, embaralhando todo o cenário, causando desfiliações e migrações entre as agremiações.