Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 19 de Outubro de 2020

Sidrolândia

Disputa por vagas na Câmara atrai feudos familiares e coloca até sogra e genro

É possível que alguns dos atuais 15 vereadores não se reelejam, certamente 4 dos futuros integrantes do Legislativo, serão estreantes..

Flávio Paes/Região News

20 de Setembro de 2020 - 20:37

Gabine de Votação. Foto: Divulgação

É possível que alguns dos atuais 15 vereadores não se reelejam, certamente 4, dos futuros integrantes do Legislativo, serão estreantes, afinal, quatro dos atuais legisladores não disputarão reeleição. A julgar pela biografia de  vários postulantes, alguns veteranos de disputas eleitorais, outros até exerceram mandatos, muitos dos futuros eleitos tem laços familiares com que faz política há muito tempo. Ou seja, a renovação, se as urnas confirmarem, será muito mais cosmética, do que real.

Adversários históricos, ambos ex-prefeitos, Daltro Fiúza e Enelvo Felini, também devem estar representados na Câmara por seus herdeiros políticos. A aposta nos meios políticos é que Cris Fiúza (filha de Daltro), esteja entre as mais votada na chapa do MDB e Enelvo Felini Júnior,  seja um dos campeões de voto na chapa do PSDB.

Ele substitui a mãe, vereadora Vilma Felini, que resolveu não tentar a reeleição. Entre os candidatos tucanos, o vereador Carlos Henrique, presidente da Câmara, filho do ex-vereador David Olindo, tenta reeleição. Situação curiosa se verifica no distrito de Quebra-Coco, onde dona Solange Aparecido, é candidato pelo PP, enquanto o genro, Bruno de Oliveira, tenta uma vaga na Câmara no MDB.

Nesta mesma chapa de Bruno, um dos candidatos é Hudson Muchiutti Hernandes, irmão do vice-prefeito, Wellison Muchiutti Hernandes. Outro nome forte é o da fisioterapeuta Caroline Rossato Paim, mulher do candidato a vice-prefeito na chapa de Daltro, Nélio Paim.

A fisiculturista Edna Osiro, irmã do ex-vereador Ademir Osiro, também está na disputa. Na chapa do PP, entre os candidatos, a professora Juscinei Claro Dino, irmã do deputado estadual Gerson Claro; Vanda Camilo, irmã do ex-vereador Jurandir Camilo, que já foi presidente da Câmara.

Na chapa do Solidariedade, um dos candidatos é advogado Joni Klei da Silva Fiorintino. Ele é genro da ex-vereadora, Angela Barbosa, presidente do diretório municipal do SDD. O secretário de Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente, Antonio Galdino, tem dois parentes na disputa por vaga na Câmara.

O irmão Gilson Galdino, filiado ao Rede que apoia a candidatura de Enelvo Felini e o primo, Josivan de Souza, candidato pelo PSD, que era o partido do prefeito Marcelo Ascoli. Na chapa do Democrata, um dos postulantes é Felipe Stefanello, filho do ex-vereador Bernardino Stefanello.