Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 20 de Setembro de 2020

Sidrolândia

Em um mês casos de Covid-19 em Sidrolândia multiplicam por 8

Sidrolândia é uma das poucas cidades que até agora não tem instalado barreiras sanitárias.

Flávio Paes/Região News

05 de Julho de 2020 - 20:30

Em um mês casos de Covid-19 em Sidrolândia multiplicam por 8

Nos últimos 30 dias, contando este domingo, 5 de julho, o número de casos de Covid-19 aumentou de 5 para 44 (computados sábado à noite), multiplicou mais de 8 vezes em Sidrolândia (880%), colocando a cidade entre as 30 com maior incidência no ranking dos 79 municípios de Mato Grosso do Sul. Dos 44 casos, 29 pacientes já se recuperaram. No grupo, há dois indígenas da Aldeia Nova Tereré, além de vários moradores da zona rural.

É possível que novos casos sejam confirmados nos próximos boletins epidemiológicos da Secretaria Estadual de Saúde, entre os 42 pacientes sob investigação por apresentarem dificuldades respiratórias. Dos 15 leitos disponibilizados no Hospital Elmiria Silvério Barbosa, neste domingo 4 estavam ocupados com pacientes do Covid-19.

Desde a posse do novo secretário, Jesiel Ratier, na primeira semana do mês passado, a Secretaria tem se limitado a informar por notas oficiais a confirmação de novos casos. O novo secretário tem se negado a conceder entrevistas ao Região News para anunciar novas estratégias, diante do iminente crescimento dos casos.

Sidrolândia é uma das poucas cidades que até agora não tem instalado barreiras sanitárias, um mecanismo importante para identificar novos casos. Dos 44 casos, vários foram detectados em barreiras em Campo Grande e Três Lagoas.

No sábado, por exemplo, um homem de 42 anos e uma mulher de 37 anos residente numa propriedade rural às margens da BR-060, testaram positivo após passaram pela barreira sanitária montada pela Capital na saída para Sidrolândia. Ele foi testado e encontrado positivo para anticorpos do vírus e já está curado e a mulher está com sintomas.

Enquanto isto, a Secretaria de Saúde só conseguiu identificar a presença em Quebra Coco de um grupo de 40 trabalhadores que há duas semanas tinham chegado de São Paulo e Dourados (epicentros do Covid-19) contratados para montar aviários na região. Embora tenha adquirido 3 mil testes, praticamente ninguém foi testado em Sidrolândia, nem mesmo os funcionários da Secretaria de Saúde, muitos deles contraíram o vírus, detectado quando estavam curados. Enquanto isto, podem ter ajudado na disseminação do Covid-19 já que trabalham na linha de frente do atendimento à população.

Sidrolândia está junto com Campo Grande, na faixa de risco intermediária para o avanço do Covid-19. Na Capital a Guarda Municipal tem atuado para evitar aglomerações em bares, lanchonetes e restaurantes. Há uma proposta em análise de voltar a fechar os bares.

Balanço estadual

Com mais 179 exames positivos para o novo coronavírus (Covid-19) nas últimas 24 horas, o número de casos confirmados da doença no Estado chega a 10.089. Foram registrados três óbitos, passando para 117 mortes pela doença em Mato Grosso do Sul. As informações foram apresentadas neste domingo (05.07) em coletiva de imprensa on-line com autoridades estaduais.

Dos 10.089 casos confirmados, 3.246 estão em isolamento domiciliar, 6.518 estão sem sintomas e já estão recuperados e 208 estão internados, sendo 122 em hospitais públicos e 93 em hospitais privados. Dez pacientes internados são procedentes de fora do Estado.

Desde o dia 25 de janeiro, foram registradas 54.909 notificações de casos suspeitos da coronavírus em Mato Grosso do Sul. Destes, 40.583 foram descartados após os exames darem negativo para Covid-19, 21 foram excluídos por não se encaixarem na definição de caso suspeito do Ministério da Saúde, 2.276 exames aguardam resultado do Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen) e 1.961 casos foram notificados e não foram encerrados pelos municípios.

Os casos suspeitos em investigação tiveram as amostras encaminhadas para o Lacen, onde será feito o exame para nove tipos de vírus respiratórios, incluindo influenza e coronavírus. O laboratório realiza os exames para Covid-19 em Mato Grosso do Sul. Os resultados ficam prontos entre 24 a 72 horas, após o recebimento das amostras.