Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 19 de Outubro de 2020

Sidrolândia

Incluído na lista do TCE, Daltro vai protocolar amanhã registro de candidatura

O ex-prefeito Daltro Fiuza vai protocolar nesta sexta-feira na Justiça Eleitoral, véspera do prazo final, o pedido de registro da sua candidatura a prefeito de Sidrolândia.

Flávio Paes/Região News

24 de Setembro de 2020 - 14:06

Ex-prefeito Daltro Fiuza. Foto: Arquivo/Região News

O ex-prefeito Daltro Fiuza vai protocolar nesta sexta-feira na Justiça Eleitoral, véspera do prazo final, o pedido de registro da sua candidatura a prefeito de Sidrolândia. O nome de Daltro, que corre o risco de ter sua candidatura indeferida, com base na Lei da Ficha Limpa, porque teve as contas da sua gestão referente a 2008 rejeitadas pela Câmara e tem uma condenação no Tribunal de Justiça numa ação civil, foi incluído numa lista do TCE-MS (Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul) de políticos e ex-gestores que têm pendências na corte.  A inclusão na lista não tira ninguém da disputa, já que a competência para homologar ou impugnar candidaturas é da Justiça Eleitoral.

A relação foi publicado a edição desta quinta-feira (24) do Diário Oficial do TCE. O ex-prefeito Daltro Fiúza explica que esta lista do TCE não é impeditivo para sua candidatura, já que a palavra final é a da Justiça Eleitoral. Fiuza diz que muitas vezes estas listas se transformam em instrumentos políticos dos conselheiros que na sua maioria, antes de integrar o Tribunal, exerceu mandato ou tinha vinculação partidária. “A legislação precisa ser revista porque tem dado margem para abusos. Serve muitas vezes para aliviar a vida dos companheiros e criar constrangimentos  a adversários", argumenta.

Na relação do TCE, de Sidrolândia, além de Daltro está a ex-vereadora Angela Barbosa, a presidente do Instituto Municipal de Previdência, Marly Padilha e o ex-presidente Harley Andreatta. Há vários ex-prefeitos e ex-vereadores – alguns que tentam novos mandatos – e outros que não se candidataram em 2020. Um deles é o ex-prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP).

Constam ainda com contas julgadas irregulares vários ex-prefeitos que disputam novamente o cargo, como Daltro Fiúza (MDB), de Sidrolândia; Erney Cunha (PSD), de Jardim; Nelson Cintra (PSDB); de Porto Murtinho; e Wlademir Volk, o Japão (MDB); de Dois Irmãos do Buriti. Os prefeitos de Coronel Sapucaia, Rudi Paetzold (MDB), e de Aral Moreira, Alexandrino Garcia (PSDB), disputam a reeleição e também estão na lista.

Outros que tentam retornar ao Executivo Municipal que tiveram suas contas pareceres prévios contrários são José Antônio Assad e Faria (PSDB), de Ladário; e Jun Iti Hada (MDB), de Bodoquena. Sandra Cassone (MDB), que foi prefeita de Itaquiraí e agora concorre a vice, também está na lista Entre os candidatos a vereador, está Luiza Ribeiro (PT), que tenta voltar à Câmara Municipal de Campo Grande.