Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 27 de Fevereiro de 2021

Sidrolândia

Indígena de 91 anos é a 1ª sidrolandense a tomar a CoronaVac na luta contra a Covid-19

Marcos Tomé/Região News

18 de Janeiro de 2021 - 16:39

Indígena de 91 anos é a 1ª sidrolandense a tomar a CoronaVac na luta contra a Covid-19
Dona Domingas da Silva acompanhada da prefeita Vanda Camilo. Foto: Rafael Brites

Dona Domingas da Silva, de 91 anos, pode se dizer que é uma privilegiada em meio a pandemia do novo coronavírus. Ela é uma das primeiras sul-mato-grossenses a tomar a CoronaVac, vacina desenvolvida pelo Instituto Butantan, que começa a ser distribuída pela Secretaria Estadual de Saúde.

Desde março de 2020, quando foram diagnosticados os primeiros casos da Covid-19 em Sidrolândia, dona Domingas se recolheu em casa, proibiu visita de amigos e familiares como forma de se proteger do vírus, que em sua fase mais avançada, pode ser letal em sua faixa etária de idade.

Indígena de 91 anos é a 1ª sidrolandense a tomar a CoronaVac na luta contra a Covid-19
Prefeita Vanda Camilo, Dona Domingas e Geraldo Resende, secretário Estadual de Saúde. Foto: Divulgação.

Acompanhada da prefeita Vanda Camilo, a idosa toma a dose da vacina no Hospital Regional em Campo Grande, na tarde desta segunda-feira. Por telefone, a filha de Domingas, Maria Margarida, de 54 anos, conta que sua mãe é saudável, se alimenta bem e não via a hora de ser imunizada.

É uma grande benção de Deus. Quando a prefeita entrou em contato com a gente dizendo que ela ia tomar a vacina, foi uma coisa maravilhosa”, revela Maria em tom de alívio. Ela conta que mora com a mãe na aldeia urbana de Sidrolândia, a Tereré, há 35 anos, desde quando deixaram a aldeia Barreirinho, em Dois Irmãos do Buruti e resolveram se mudar para Sidrolândia.

Mãe de quatro filhos (dois homens e duas mulheres), Dona Domingas da Silva, que completará 92 anos no feriado de Tiradentes, dia 21 de abril, está cruzando a pandemia da Covid-19 mais forte que nunca. A filha brinca que com 54 anos sofre com restrições na alimentação, situação adversa da mãe, que come de tudo.

Indígena de 91 anos é a 1ª sidrolandense a tomar a CoronaVac na luta contra a Covid-19

Sidrolândia

Pelo plano estadual de imunização, divulgado no último sábado, na primeira etapa da vacinação contra Covid-19, Sidrolândia receberá 3.554 doses para atender idosos, trabalhadores da saúde e a população indígena da cidade, estimada em 2.845 habitantes, o que corresponde a 80% deste público alvo.

A partir da chegada do lote de vacinas em Campo Grande, uma viatura do Corpo de Bombeiros trará o imunizante num roteiro que inclui também Nioaque (1.645 doses); Jardim (1.668); Guia Lopes (760) e Bela Vista (1.616 vacinas). Como cada pessoa vacinada receberá duas doses num intervalo de 21 dias, este primeiro lote de imunizantes vai atender 1.777 pessoas.