Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 21 de Outubro de 2020

Sidrolândia

IPEMS/RN: Daltro só perde no Quebra Coco e ganha na área urbana, aldeias e rural

Veja a estratificação dos números da pesquisa IPEMS/RN, sobre a eleição para prefeito de Sidrolândia.

Flávio Paes

27 de Setembro de 2020 - 17:05

Daltro Fiuza, candido a prefeito do MDB. Foto: Marco Tomé/Região News

A estratificação dos números da pesquisa IPEMS/RN, sobre a eleição para prefeito de Sidrolândia, mostra supremacia do candidato do MDB, Daltro Fiúza, nas zonas urbana, rural, assentamentos e aldeias. O candidato do PSDB, Enelvo Felini, só vence o confronto no Distrito de Quebra Coco (50,98 a 35,22%) e no Assentamento Jibóia (56,61 a 43,39%).

Fiúza ganha na zona urbana (46,50 a 26,93%); aldeias (67,72% a 32,28%) e nos assentamentos (49,51% a 31,78%). No centro da cidade, Daltro aparece com 49,21% das intenções de voto; Enelvo, garantiu 27,55%; Moacyr Almeida, teve 7,95%; 11,85% se declaram indecisos e 3,44%, mostraram intenção de anular ou votar em branco.

No perímetro abrangido pelos bairros Jardim Jandaia, Pé de Cedro e Morada da Serra, Fiúza tem 61,38% das intenções de voto; Enelvo, 24,38%; 7,95% manifestaram preferência por Moacyr; 11,85% de indecisos e 3,44%, disseram que vão anular ou votar em branco.

No Bairro São Bento, o mais populoso da cidade, há quase um empate técnico. Daltro Fiúza tem 37,12%; Enelvo, 30,20%; 7,90% manifestaram preferência pelo candidato do Patriota, Moacyr Almeida. Há 17,56% de indecisos e 7,22% vão anular ou votar em branco.

No Santa Marta, Jardim do Sul e Cascatinha I e II, também a supremacia é do postulante do MDB: ele tem 44,54% das intenções de voto; Enelvo tem 20,15%; perde para Moacyr Almeida, com 26,75%. Há 8,56% de indecisos e ninguém, revelou interesse em anular ou votar em branco.

Daltro Fiúza, Enelvo Felini e Moacyr Almeida. Foto: Produção/RN

Nas aldeias Lagoinha e Córrego do Meio, Daltro, teve 67,72%; Enelvo, aparece com 32,28%; nenhuma menção ao nome do empresário Moacyr. No Distrito de Quebra Coco, o candidato do PSDB, vence por 50,98% a 35,22%; Moacyr teve 13,80%.

No Assentamento Geraldo Garcia, um empate: Fiúza aparece com 37,92%; Enelvo, 35,85%; Moacyr Almeida, 17,11%. No Assentamento Capão Bonito I e II, outro quadro de equilíbrio: Daltro tem 42%; Enelvo, 39,18%; Moacyr, 7,54% e 11,28% dos entrevistados se declararam indecisos. No Assentamento Jiboia, o candidato do PSDB aparece na frente com 56,61%, Daltro tem 43,39%.

No Eldorado, Fiúza garantiu 62,17%; Enelvo, 14,05% e Moacy 4,01%; há 15,51% de indecisos e 4,26%, manifestaram intenção de anular ou votar em branco. Considerando a média de desempenho de cada região da cidade, Daltro tem 46,50% na área urbana; 67,72% nas aldeias; 35,22% em Quebra Coco e 49,51% nos assentamentos.

Enelvo tem 26,96% na área urbana; 32,28% nas aldeias; 50,98% em Quebra Coco e 31,78% nos assentamentos. Moacyr garante 10,09% na cidade; 13,80% em Quebra Coco e 6,51% nos assentamentos. Há 12,28% de indecisos na área urbana e 8,86 nos assentamentos.