Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 26 de Setembro de 2020

Sidrolândia

Ministério habilita hospital e libera R$ 720 mil para custear 90 dias de internação na UTI

Foram liberados R$ 720 mil que garantem de forma antecipada o custeio das internações por um trimestre.

Flávio Paes/Região News

24 de Abril de 2020 - 15:44

O Hospital Elimiria Silvério Barbosa conseguiu habilitação por 90 dias junto ao Ministério da Saúde para atendimento de pacientes do coronavírus em 5 vagas no Centro de Tratamento Intensivo (CTI) que foi estruturado com apoio do Estado e graças as doações captadas pelo Sindicato Rural.

Foram liberados R$ 720 mil que garantem de forma antecipada o custeio das internações por um trimestre. Em média, o custo diário de um paciente sai por R$ 1.600,00. Além das 5 vagas de UTI, o hospital estrutura 10 vagas para internação clínica, 8 para adultos e duas para crianças.

Em todo o Estado o Ministério da Saúde habilitou 60 novos leitos de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) para casos graves de novo coronavírus em Mato Grosso do Sul. Os leitos estão distribuídos em 7 municípios do Estado, dos quais dez no HR (Hospital Regional), em Campo grande.

As habilitações são válidas por 90 dias, mas podem ser prorrogadas ou encerradas assim que finalizada a situação de emergência de saúde pública instalada no País. No total serão repassados R$ 8,6 milhões. Além dos 5 leitos de Sidrolândia, foram habilitadas 10 unidades na Capital; 18 leitos de UTI no Regional de Nova Andradina; 10 no Nossa Senhora Auxiliadora, de Três Lagoas; 7 no hospital da Fundação Hospitalar de Costa Rica; 5 na Santa Casa de Bataguassu e 5 no hospital municipal de Chapadão do Sul.

Nova Andradina recebe R$ 2,592 milhões para custeio dos novos leitos; Campo Grande ganha R$ 1,460 milhão; Três Lagoas, R$ 1,440 milhão; Costa Rica fica com R$ 1,022 milhão; Bataguassu, Chapadão do Sul e Sidrolândia com R$ 720 mil cada.

As portarias com as habilitações foram publicadas na edição desta sexta-feira (24) do DOU (Diário Oficial da União).

Mais leitos - Durante transmissão ao vivo, na manhã desta sexta-feira, o secretário de Estado de Saúde (SES), Geraldo Resende, comentou que trabalha para habilitação de mais 156 unidades intensivas.

Na Capital, segundo ele, a previsão é somar mais 101 leitos de UTI aos 513 já implantados. As estruturas permanecerão após o arrefecimento da pandemia.

O último município a ter articulada a criação de novas unidades para tratar pacientes graves de covid-19 foi Naviraí. Conforme Resende, o município deve receber cinco leitos para reforçar o atendimento na região do Cone Sul.