Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 25 de Outubro de 2020

Sidrolândia

MP dá a Moacyr prazo de 3 dias para apresentar certidão sob pena de impugnar candidatura

Sem esta certidão, a promotora eleitoral, Danielle Borghetti, antecipou parecer ao juiz eleitoral, Claudio Pareja

Flávio Paes/Região News

30 de Setembro de 2020 - 17:54

Moacyr Almeida Filho, candidato do Patriota. Foto: Marco Tomé/Região News

O empresário Moacyr de Almeida Filho, candidato a prefeito de Sidrolândia pelo Patriota, terá de apresentar em três dias à Justiça Eleitoral, certidão que comprove ter sido afastado (no prazo de desincompatibilização) das suas funções de sócio proprietário da Vacaria Transporte, empresa que detém a concessão do transporte coletivo na cidade.

Sem esta certidão, a promotora eleitoral, Danielle Borghetti, antecipou parecer ao juiz eleitoral, Claudio Pareja, pela impugnação da candidatura do empresário. Em contato com a reportagem do RN, Moacyr revela que se afastou do quadro administrativo da pessoa jurídica no dia 2 de abril.

“Está tudo certo. Infelizmente, por um descuido de nossa assessoria jurídica, a documentação ora exigida não foi anexada no pedido de registro”, explica Almeida, que diz ter deixado a função de gestor da empresa dentro do prazo estabelecido pela legislação.

“Correria foi grande nos minutos finais que antecederam as convenções em função das articulações para homologar a candidatura do Patriota. Deixamos de incluir no pedido de registro da candidatura, justamente o documento que comprova minha desincompatibilização da empresa”, argumenta.

O candidato diz que vai providenciar o documento solicitado pela Promotoria de imediato. “Nossos companheiros, podem ficar tranquilos, vamos continuar nossa caminhada rumo a vitória em 15 novembro”, destacou. No despacho que encaminhou ao juiz eleitoral, a promotora, concedeu o prazo de 3 dias para que o candidato apresentasse a certidão e assim “possibilitar ao requerente (no caso Moacyr) sanar o vicio, sob pena de impugnação da candidatura”.