Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 19 de Setembro de 2020

Sidrolândia

Novo decreto da quarentena vai liberar supermercados aos domingos e cobrar plano de biossegurança

Em relação as igrejas, tem se constatado que houve um relaxamento nas precauções, com relatos de confraternizações.

Flávio Paes/Região News

28 de Maio de 2020 - 16:21

O decreto que vai prorrogar até dia 15 de junho a quarentena, trará basicamente duas inovações: voltará a ser liberado o funcionamento dos supermercados aos domingos (até o meio-dia) e será cobrado um plano de biossegurança para as igrejas continuarem fazendo cultos em ambientes fechados.

Embora a Secretaria de Saúde seja favorável a estratégia, foi abandonada a ideia de montar barreiras sanitárias nas entradas e saídas da cidade, proposta levada adiante em Campo Grande nos últimos dois dias e em Maracaju, por exemplo.

Há uma questão jurídica que trava a ideia: a Avenida Dorvalino dos Santos, que atravessa a cidade, é o prolongamento da BR-060, rodovia sob jurisdição da Polícia Rodoviária Federal. A PRF já deixou claro que não vai autorizar qualquer tipo de interdição da estrada. Em Campo Grande, não há este obstáculo, porque todas as entradas da Capital fazem parte da malha viária urbana.

Em relação as igrejas, a constatação é de que inicialmente seus dirigentes cumpriram as recomendações de manter o distanciamento social, evitar aglomerações, reforçar a higienização, além de não permitir a participação de fies do grupo de risco, crianças, idosos, gestantes, pessoas com comorbidades. Tem se constatado que houve um relaxamento nestas precauções, com relatos de confraternizações ao término dos cultos, por exemplo.