Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 22 de Maio de 2022

Sidrolândia

Para comemorar os 15 anos, Região News traz dia 11 show de Cezar & Paulinho

Reservas podem ser feitas pelos telefones 99913-3412 ou 99981-0284. O valor do convite inclui cerveja, refrigerante, água, ilha gastronômica.

Redação/Região News

21 de Janeiro de 2022 - 13:13

Para comemorar os 15 anos, Região News traz dia 11 show de Cezar & Paulinho
Dupla Cezar & Paulinho. Foto: Reprodução/Facebook

Os fãs de uma das mais consagradas duplas do gênero sertanejo terão a oportunidade de assistir no próximo dia 11 de fevereiro o show de Cezar & Paulinho que se apresentarão no Lions Clube de Sidrolândia no formato pocket show só com mesas para 8 pessoas, open bar e open food. Reservas podem ser feitas pelos telefones 99913-3412 ou 99981-0284. O valor do convite inclui cerveja, refrigerante, água, ilha gastronômica e, whisky 12 anos. O show está sendo produzido pela MR Eventos.

Cezar & Paulinho são uma das mais tradicionais duplas da música sertaneja do Brasil. Emplacaram inúmeros sucessos, entre eles "Noite Maravilhosa", "Loira do carro branco", "Boboca e Bobão", "Asa Delta", "Duas Vezes Você", "Viajante Solitário", "Só por você", "Mel e Morango", "Da água pro vinho", "Faz de conta que eu sou ele", "Pé de bode", "Amor além da vida", "Companheiro é companheiro", "O Meu Jeito de Amar", "Você é tudo que pedi pra Deus", "Morto de saudade sua", "Forró bailão", "Chute pro gôoorrr", "O povo fala" e "Nóis é cowboy", na qual a dupla diz "nóis é xiki nu urtimu", tendo criado um bordão a partir desta frase. Outra música de destaque é "Verdade de pescador", que virou tema do personagem "Jeca Gay" interpretado por Moacyr Franco em A Praça é Nossa.

Biografia

Sebastião Cezar Franco e Paulo Roberto Franco, os filhos de Craveiro da dupla Craveiro e Cravinho, tem na música uma herança que passa de geração para geração já tendo sua continuidade em Ed e Fabio, filhos do Cezar que já seguem cantando.

Desde meninos, ouviam modas série de ícones do gênero caipira. Foi na Radio Difusora de Piracicaba, ainda crianças, que cantaram pela primeira vez com um tema de Léo Canhoto. Apadrinhados pela dupla João Mineiro & Marciano, Cezar & Paulinho gravaram o primeiro disco em 1974. Venha Me Dar Suas Mãos teve como destaque a música “O Calvário” e abriu as portas para que os irmãos assinassem com a extinta Chantecler, que lançou o segundo disco da carreira Beleza do Sertão.

O primeiro grande sucesso veio em 1981, com Noite Maravilhosa, faixa título do terceiro álbum dos sertanejos. Ainda na década de 80, Cezar & Paulinho gravaram Coração Marcado (1982), A Explosão da Música Sertaneja (1984), Asa Delta (Voando Livre) (1985), Grand Prix do Amor (1986), Viajante Solitário (1987) e Cezar & Paulinho - Vol. 8 (1988), este último trazendo o sucesso “Você É Tudo Que Eu Pedi Pra Deus” (composição de Roberta Miranda).

Na década seguinte, a dupla registrou mais sete álbuns cada um emplacando grandes hits. Em 1990, a música título “O Meu Jeito de Amar” estourou em todo Brasil. Em 1992, o destaque do álbum Cezar & Paulinho - Vol. 10 ficou por conta de “Morto de Saudade Sua” (composição de Zezé Di Camargo e Fátima Leão) e “Duas Vezes Você”. A música “Da Água Pro Vinho” veio em 1993, em 1995, “Faz De Conta Que Sou Ele” e em 1997, “Mais Você Do Que Eu”. O álbum Você Marcou Pra Mim (1998) incluiu o sucesso “Pé de Bode” – aquela do refrão “puta que pariu pisa no freio Zé”".

Em seguida, veio Santa Maria do Brasil (1999), que contém o sucesso "Nunca Mais”. Dosando cada vez mais as músicas típicas sertanejas com temas do cotidiano, Cezar & Paulinho gravaram ainda Nóis é Caubói (2000), Alma Sertaneja (de 2001, um projeto especial somente com o resgate de clássicos rurais), Cezar & Paulinho - Ao Vivo (2002), Dois Amigos, Dois Irmãos (2003), Ninguém Vive Sem Amor (2004), Amor Além da Vida - Ao Vivo (2006) e Companheiro É Companheiro (2007).

Em 2010, lançaram o álbum Estúdio Ao Vivo, onde a música de destaque foi "Vai Que Cola". Em 2011, lançaram em CD e DVD o álbum “Alma Sertaneja”, que contou com diversas participações especiais como é o caso de Chitãozinho & Xororó, Sérgio Reis e Inezita Barroso. Esse projeto se tornou uma das maiores homenagens à viola, aos violeiros e à música sertaneja de raiz. Em 2013, a dupla lançou o CD duplo “Discografia Ouro e Prata.