Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 30 de Setembro de 2020

Sidrolândia

Patriota confirma Moacyr e Ocampos para disputar a prefeitura em convenção

Em convenção partidária na Câmara, convencionais homologaram a candidatura de Moacyr Almeida para prefeito e o médico cardiologista, Sérgio Ocampos, de vice.

Marcos Tomé

14 de Setembro de 2020 - 23:36

Convenção do Patriotas. Foto: Marco Tomé

O Patriota é o primeiro partido com candidatura majoritária a concluir a fase de convenções partidárias para disputar a prefeitura de Sidrolândia e homologar chapa de vereador. O evento foi realizado na noite desta segunda-feira (14) no plenário da Câmara Municipal, Adenildo Amaral Lacerda.

A convenção atraiu um grande número de pessoas que praticamente, ocuparam os acentos disponíveis que foram reduzidos em 50% para manter o distanciamento social em decorrência da pandemia do novo coronavírus. O deputado estadual, Lídio Lopes, presidente regional da legenda no Mato Grosso do Sul, reiterou sua posição pela candidatura do empresário que chegou a ser dúvida, após desentendimento com o ex-presidente da legenda, Júnior Pereira, que foi destituído do cargo.

Deputado estadual, Lídio Lopes. Foto: Marco Tomé

“Sou um homem de palavra. Quando Moacyr Almeida esteve em meu gabinete e conversamos sobre este projeto, teve anuência de nosso gabinete. Jamais faria diferente do que estamos vivendo hoje. Este projeto do Patriota é uma alternativa para que Sidrolândia possa se desenvolver, gerar novas oportunidades, ocupar seu espaço no cenário político do Estado e mais que isto, ser uma referência de gestão ética, moral, transparente para o País. Escolhemos duas pessoas que desfrutam de uma alta credibilidade junto a sociedade. Pessoas sérias, honradas, comprometidas com a lisura no trato da coisa pública”, disse o deputado durante seu pronunciamento.

Moacyr Almeida. Foto: Marco Tomé

Para Moacyr Almeida, o desafio agora é construir uma narrativa que na prática convença o eleitor a optar por uma mudança administrativa num formato eleitoral na contramão do modelo adotado até aqui de ampla aliança com distribuição de cargos. “Nosso time é enxuto. Não iremos abrir espaço para a velha política de distribuição de cargos e benefícios. Vamos seguir nesta linha, pautado na ética, no compromisso com Sidrolândia e sem lotear a prefeitura para ganhar as eleições”, argumentou.