Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 2 de Dezembro de 2021

Sidrolândia

Prefeita cobra da Energisa força-tarefa para normalizar fornecimento de energia

Vanda Camilo encaminhou neste domingo expediente ao presidente da Energisa, Marcelo Vinhares, no qual solicita o envio de uma força-tarefa de equipes de manutenção.

Redação

17 de Outubro de 2021 - 18:21

Prefeita cobra da Energisa força-tarefa para normalizar fornecimento de energia
Vanda Camilo. Foto: Assessoria de Comunicação

A prefeita de Sidrolândia, Vanda Camilo (PP), encaminhou neste domingo (17) expediente ao presidente da Energisa, Marcelo Vinhares, no qual solicita o envio de uma força-tarefa de equipes de manutenção da distribuidora para restabelecer o mais rápido possível o fornecimento de energia elétrica no município.  Há 48 horas, desde a tarde de sexta-feira (15), quando um vendaval atingiu a cidade, toda zona rural está sem energia elétrica e na área urbana, até a manhã deste domingo, estavam sem luz os moradores do Bairro Sol Nascente e até parte da principal avenida da cidade (a Dorvalino dos Santos), onde comerciantes já perderam mercadorias que dependem de refrigeração.

No documento, que a prefeita assinou no intervalo do trabalho de acompanhamento do socorro às famílias que tiveram suas casas danificadas pelo vendaval, a prefeita pontua as consequências econômicas e sociais da demora da normalização do fornecimento de energia. "Temos 30% da população do nosso município, que mora na zona rural, sem luz, alguns já estão sem água, internet. Em alguns assentamentos, como o Capão Bonito e Barra Nova, a falta de energia perdura há uma semana, desde a tempestade anterior que caiu na região", argumenta a prefeita.

O blecaute prolongado também ameaça uma das principais cadeias produtivas da cidade, responsável pela geração de 3 mil empregos diretos.

 "Os avicultores correm o risco de perda do lote de frango, já que a energia elétrica é um insumo fundamental na climatização e abastecimento de água dos aviários, produção da ração".

O temporal de sexta-feira, que atingiu vários municípios de Mato Grosso do Sul, derrubou centenas de árvores sobre a rede elétrica deixando várias cidades sem luz.