Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 1 de Agosto de 2021

Sidrolândia

Prefeita visita frigorífico e garante fim do impasse que trava obra de acessopq

Flávio Paes/Região News

16 de Março de 2021 - 13:21

Prefeita visita frigorífico e garante fim do impasse que trava obra de acessopq
Diretor do Frigorífico Balbinos, Márcio Fedes e a prefeita Vanda Camilo. Foto: Marcos Tomé/RN

A prefeita Vanda Camilo, ao se reunir na manhã desta terça-feira com o diretor do Frigorífico Balbinos, Márcio Fedes, garantiu uma solução rápida para o impasse que trava desde janeiro o andamento das obras de pavimentação do acesso à indústria instalada no Jardim Paraíso.

Já há um acordo prévio com o dono do pesqueiro, Silvio Martins, para um trecho de 150 metros  da drenagem  passará dentro da propriedade. Se o acordo não for ratificado nos próximos dias, a prefeita assumiu o compromisso de baixar um decreto para declarar a área de domínio público.

A prefeita foi conhecer as instalações da indústria onde são abatidos diariamente 700 bois, emprega mais de 350 trabalhadores e recolhe mais de R$ 2 milhões de ICMS. Recebeu a informação que a empresa investiu R$ 28 milhões na construção e equipamentos para a sala de desossa, mas a estrutura não foi colocada em funcionamento por falta do acesso pavimentado.

Prefeita visita frigorífico e garante fim do impasse que trava obra de acessopq

O empresário reclamou das idas e vindas da obra, que se arrasta há mais de 4 anos, passou por dois prefeitos, sem a administração municipal intervir de forma mais assertiva. Mostrou para prefeita equipamentos adquiridos por R$ 2 milhões ainda encaixotados. A entrada em funcionamento da sala de desossa, vai gerar mais 350 empregos e mais receita com impostos, ao agregar valor a produção de carne.

Na semana passada, secretário estadual de Infraestrutura, Pedro Carabina, esteve na indústria e anunciou a retomada das obras independente do licenciamento ambiental para a implantação do trecho final da drenagem, 150 metros na área do pesqueiro e 300 metros dentro do terreno da indústria, onde será construído um dissipador de energia às margens do Rio Vacaria, onde a enxurrada vai desaguar.

O acordo com o proprietário do pesqueiro prevê como medida compensatória a construção de duas bocas de dragão, que vão aumentar a captação da drenagem na Rua João Márcio Ferreira Terra e na confluência das ruas Nilo Peçanha, Antônio Alves Nantes e Tiradentes. Com isto, uma parte da propriedade (um hectare) não será mais  alagada pelas águas pluviais.