Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 21 de Abril de 2021

Sidrolândia

Prefeitura vai investir R$ 188 mil para drenagem e recuperar trecho de 150 metros onde asfalto afundou

Flávio Paes/RN

01 de Março de 2021 - 06:36

Prefeitura vai investir R$ 188 mil para drenagem e recuperar trecho de 150 metros onde asfalto afundou
Trecho da rua Luiz Bretan. Foto: Marco Tomé/RN

A Prefeitura de Sidrolândia vai investir R$ 188 mil para reforçar drenagem, com rebaixamento do lençol freático e colchão drenante, num trecho de 150 metros da Rua Luiz Bretan, no Jardim das Paineiras, onde o asfalto afundou no último dia 26 de janeiro após a passagem de uma carreta. A reconstrução do aterro e a recomposição do pavimento será custeada pela empreiteira que fez o asfalto no sistema comunitário, 70% custeado pelos próprios moradores.

Segundo a prefeita Vanda Camilo (PP), a contrapartida do município é necessária porque a empreiteira executou o projeto licitado na época pela prefeitura que não previu um sistema de drenagem mais reforçado. O trecho onde será necessária a intervenção fica numa área de preservação, onde mina água quase na superfície e o solo é constituído de turfa, um brejo, que não oferece condições de compactação.

Há dois anos a empreiteira que executou o asfalto comunitário no bairro apresentou o projeto da drenagem com colchão drenante ao custo de R$ 484 mil, mas foi descartado pela gestão da época. Optou-se por uma solução mais barata que limitou em R$ 313 mil a contrapartida do município na obra bancada pelos 128 proprietários de imóveis que tiveram como contrapartida a isenção de IPTU por 5 anos. 

Na execução da obra foi preciso fazer algumas adequações no projeto que elevaram em R$ 41,9 mil a contrapartida da Prefeitura que só pagou o aditivo por imposição da Justiça. Em alguns trechos o solo brejoso teve de ser retirado e substituído por arenito, elevando os custos com terraplanagem, transporte e compactação do material.

No caso da Rua Luiz Bretan, segundo o dono da GMC Engenharia, Genildo Mendes, será preciso rebaixar o lençol freático, retirar a turfar, fazer um colchão drenante com pedras que funcionará como dreno para manter a água a pelo menos 1,5 metro da superfície.

O Jardim das Paineiras foi o primeiro bairro (e até agora único) da cidade a receber o asfalto comunitário. Foram executados 500 metros de drenagem e 2,142 km de pavimentação. A empreiteira executou pavimentação nas Ruas; Rosendo Guardiano, Sonia de Almeida Ortencio, Pascoala Riquelme, Luiz Bretan, Juvenisio Faustino Silvério, Elcindo G. de Souza e Avenida Antero Lemes da Silva. De um total de 160 imóveis, os proprietários de 128 aderiram ao projeto.