Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 25 de Setembro de 2020

Sidrolândia

Produtores já doaram quase R$ 300 mil, recursos suficientes para comprar 5 ventiladores pulmonares

Hoje a cidade só dispõe de 4 respiradores, dois deles no hospital e os outros, na UPA.

Flávio Paes/Região News

23 de Março de 2020 - 12:51

Produtores já doaram quase R$ 300 mil, recursos suficientes para comprar 5 ventiladores pulmonares

Em menos de 24 horas a campanha do Sindicato Rural em prol do Hospital Elimiria Silvério Barbosa, conseguiu arrecadar junto aos produtores rurais recursos suficientes para compra de 5 ventiladores pulmonares, equipamento indispensável para o tratamento de pacientes com problemas respiratórios agudos, um dos sintomas de que está com o Covit-19. Até agora já foram apurados doações que chegam na casa dos R$ 300 mil.

Hoje a cidade só dispõe de 4 respiradores, dois deles no hospital e os outros, na UPA. O presidente do Sindicato acredita que se as doações continuarem nesta velocidade haverá recursos suficiente para compra dos equipamentos necessários. Em média cada respirador custa R$ 70 mil. Segundo Paulo Stefanello, para garantir total transparência na aplicação dos recursos doados, a compra dos equipamentos será acompanhada pelo juiz Fernando Freitas Moreira e uma representante do Ministério Público.

"É de extrema importante que a sociedade se mobilize em prol de causa justa, louvável e de necessidade ímpar para o momento em que nossa Saúde atravessa. Estou emocionado com a sensibilidade que os produtores rurais de Sidrolândia estão tendo com este tema. Os telefonemas não param. Houve casos em alguns colegas, de forma individual, doaram mais de R$ 80 mil para ajudar na compra destes equipamentos”, revela.

Em contato com a reportagem do RN, o presidente da Sociedade Beneficente, Elmiria Silvério Barbosa, Luiz Carlos, informou que o setor administrativo já deu andamento nas cotações de preços para aquisição dos equipamentos. “Graças a Deus os produtores rurais estão de mãos dadas nesta causa. Não tenho palavras para expressão minha gratidão”, comenta.

Até agora, a Câmara Municipal de Vereadores, ainda não se manifestou se vai destinar parte de seu duodécimo para ajuda humanitária. Ano passado o presidente da instituição, vereador Carlos Henrique Olindo, chegou a divulgar a devolução de R$ 400 mil para ajudar o hospital, na época, os recursos seriam destinados ao pagamento da equipe médica que fizeram mutirão de cirurgias eletivas.

Segundo o presidente do hospital, a promessa ainda não se concretizou. “Toda doação é bem-vinda. Espero que Câmara também entra nesta luta em prol de nossa gente”, conclui Pitó.