Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 26 de Setembro de 2021

Sidrolândia

Sanesul espera recurso da Funasa para implantar rede de água no Capão Seco

Em reunião na sede da empresa, chegou a ser anunciado o início das obras em fevereiro o que acabou não acontecendo.

Flávio Paes/Região News

14 de Julho de 2020 - 09:18

Sanesul espera recurso da Funasa para implantar rede de água no Capão Seco

A Sanesul ainda está na dependência da liberação de R$ 1,2 milhão pleiteados junto à Funasa (Fundação Nacional de Saúde) para licitar e implantar a rede de água no núcleo urbano no Distrito de Capão Seco. Em novembro do ano passado, numa reunião na sede da empresa em Campo Grande, chegou a ser anunciado o início das obras em fevereiro o que acabou não acontecendo.

Além da questão financeira, a assessoria jurídica da estatal constatou que havia um erro no documento em que a Prefeitura fez a cessão de uso do terreno onde será perfurado o poço artesiano, instalada a bomba e construído o reservatório. Como a área de 44 hectares, transformada em agrovila, pertence ao Incra, a autorização para a Sanesul não poderia ser do município, mas sim da autarquia federal que mês passado liberou a utilização do terreno.

No mês passado o senador Nelson Trad se reuniu com o presidente da Funasa, quando pleiteou a liberação de R$ 9,3 milhões para investir em melhorias do abastecimento de 15 municípios, incluindo esta rede de água no Capão Seco.

A rede de água no Capão Seco prevê a implantação de 7 quilômetros de rede; 550 ligações domiciliares, perfuração de um poço com vazão mínima de 15 mil litros de água por hora e um reservatório com capacidade para 50 mil litros.

Atualmente o núcleo já tem 191 casas construídas e ocupadas; 275 em construção e 136 lotes sem edificação. Conforme levantamento, foram perfurados 12 poços caseiros, cinco semi artesianos e 26 moradores disseram que emprestam água do vizinho.