Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 25 de Setembro de 2020

Sidrolândia

Saúde recebe Castramóvel que vai ajudar no controle da população pet

Aqueles animais que estiverem perambulando pelas ruas, serão acolhidos para tratamento (os que estiverem doentes).

Flávio Paes/Região News

24 de Abril de 2020 - 09:23

Saúde recebe Castramóvel que vai ajudar no controle da população pet

A Secretaria Municipal de Saúde recebeu o Castramóvel, um container adaptado, climatizado com três consultórios, um deles centro cirúrgico, que sob a coordenação de uma médica veterinária, vai percorrer a cidade (zona urbana e rural) para castrar cães e gatos, fazer a vacinação antirrábica.

Aqueles animais que estiverem perambulando pelas ruas, serão acolhidos para tratamento (os que estiverem doentes) e posterior adoção. O serviço ficará vinculado à Vigilância Sanitária.

Enquanto o Centro de Controle de Zoonose em construção não fica pronto, os animais estão sendo levados para as instalações da organização não-governamental, a Associação de Proteção dos Animais, subvencionada pelo poder público, instalada na saída para Sidrolândia.

A Prefeitura investiu R$ 162 mil na aquisição do castramóvel que segundo o secretário de Saúde, Nélio Paim, será uma importante ferramenta para controlar a população pet da cidade (estimada em 10 mil animais) e em consequência prevenir as zoonoses que podem atingir as pessoas.

O serviço deve começar tão logo seja concluída a convocação da veterinária aprovada no último concurso público. Sidrolândia não tem registro de raiva canina, uma das zoonoses mais graves, que pode ser fatal quando os humanos contraem. Recentemente o caso de raiva bovina numa propriedade no Distrito de Quebra Coco. Cães, gatos e os moradores, num raio de 12 km da fazenda, foram vacinados.

O Centro de Zoonose de Sidrolândia está sendo construído numa área de 2,5 hectares (pertencente ao município) na saída para Campo Grande, vizinha à Seara. Estão sendo investidos R$ 200 mil nas instalações com cerca de 200 metros quadrados de área construída.

Coordenador de Controle de Vetores, Jesiel Ratier e o secretário de Saúde Nélio Paim. Foto: Marco Tomé/Região News

As zoonoses são doenças infecciosas capazes de ser naturalmente transmitidas entre animais e seres humanos. Os agentes que desencadeiam essas afecções podem ser micro-organismos diversos, como bactérias, fungos, vírus, helmintos e rickettsias. Podem ser antropozoonoses, que são doenças primárias nos animais e podem ser transmitidas também aos humanos, e zooantroponoses, que são doenças primárias em humanos e podem ser transmitidas aos outros animais.