Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 1 de Outubro de 2020

Sidrolândia

Socorro federal para Cultura é 53% maior que o orçamento da Fundação Municipal

O valor é 53% maior que o orçamento da Fundação Municipal de Cultura que está desde o final de março sem presidente.

Flávio Paes/Região News

05 de Julho de 2020 - 21:16

Socorro federal para Cultura é 53% maior que o orçamento da Fundação Municipal

A Prefeitura de Sidrolândia terá 60 dias para organizar um plano de aplicação dos R$ 423.452,30 que receberá do Governo Federal para ajudar o setor cultural da cidade, parado desde março em função das medidas de isolamento social.

O valor é 53% maior que o orçamento da Fundação Municipal de Cultura que está desde o final de março sem presidente. Dia 27 de março, o presidente interino, Sandro Luiz Gonzalez, que acumulava o cargo com a Secretaria de Esportes, pediu exoneração para se candidatar.

O orçamento da Fundação para 2020 é de R$ 278 mil, sendo que neste primeiro semestre foram pagas despesas do órgão no montante de R$ 125 mil, basicamente gastos com custeio (água, luz, telefone), parcelas do bolsa músico, benefício mensal equivalente a 37% do salário mínimo (R$ 386,65), pago aos integrantes da banda municipal e o salário do maestro (R$ 2.165,50).

No último dia 29 de junho foi sancionado o projeto de lei 14.017 que disponibiliza R$ 3 bilhões para Estados e Municípios socorrerem o setor cultural, patrocinando lives, mantendo espaços públicos e ajudando os artistas de baixa renda, que estão sem trabalhar para evitar aglomerações, com o pagamento de R$ 1.800,00, em três parcelas de R$ 600,00, de auxilio emergencial.

Poderão ter acesso aos recursos federais, entre R$ 3 mil e R$ 10 mil, os espaços culturais e artísticos, microempresas e pequenas empresas culturais, organizações culturais comunitárias, cooperativas e instituições culturais com atividades interrompidas, abrangendo grupos teatrais, circos, eventos como a Festa da Padroeira.

O município deverá utilizar, no mínimo, 20% do montante de recursos que receber da União realizando editais, chamadas públicas, prêmios, aquisição de bens e serviços vinculados ao setor cultural e outros instrumentos destinados à manutenção de agentes, de espaços, de iniciativas, de cursos, de produções, de desenvolvimento de atividades de economia criativa e de economia solidária, de produções audiovisuais, de manifestações culturais, bem como para a realização de atividades artísticas e culturais que possam ser transmitidas pela internet ou disponibilizadas por meio de redes sociais e outras plataformas digitais.

A Festa da Padroeira de Sidrolândia, programada para agosto, arrecada recursos para projetos sociais da Igreja Católica. Com a pandemia os shows e o baile foram cancelados, mas o festival gastronômico será feito na modalidade delivery. A exposição agropecuária, em setembro também está ameaçada. Uma possibilidade e a realização de lives com apresentações artísticas regionais.