Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 29 de Outubro de 2020

Sidrolandia

Ação Fiems oferece mais de 100 mil vagas em 280 cursos nas 79 cidades do Estado

O presidente Sérgio Longen fez o lançamento oficial do Programa, que neste ano atenderá todo o Estado

Daniel Pedra/Assessoria

18 de Março de 2014 - 07:17

Em cerimônia realizada nesta segunda-feira (17/03), no Centro de Convenções e Exposições Albano Franco, em Campo Grande (MS), o presidente da Fiems, Sérgio Longen, lançou o Ação Fiems 2014, maior programa de educação profissional de Mato Grosso do Sul, que neste ano vai atender os 79 municípios do Estado com o oferecimento de mais de 100 mil vagas em 280 cursos.

Do total de vagas, 81.399 serão disponibilizadas pelo Senai ao longo do ano em 269 cursos das modalidades de educação profissional técnica de nível médio, qualificação profissional, iniciação profissional, especialização profissional, superior e pós-graduação distribuídos pelos 79 municípios do Estado, enquanto 20 mil serão oferecidas pelo Sesi em 11 cursos nas modalidades de formação para o trabalho.

Segundo Sérgio Longen, a oferta de 100 mil vagas em 280 cursos da educação profissional é o enfrentamento do Sistema Fiems à falta de mão de obra qualidade no Estado. “Mato Grosso do Sul avança a passos largos rumo ao desenvolvimento capitaneado pelo setor industrial. Cada vez mais, a Fiems investe em ações para consolidar esse crescimento e neste ano de 2014 vamos chegar aos 79 municípios com os nossos cursos e ações. Apenas com a formação de novos profissionais, vamos continuar contribuindo com a consolidação da indústria”, analisou, projetando que o Estado deve continuar apresentando índices de crescimento de dois dígitos.

Para a execução da etapa 2014 do Programa, o Sistema Fiems conta com 12 unidades fixas do Senai e 5 do Sesi, 15 unidades móveis do Senai e Sesi, 100 salas de aula móveis do Senai, 40 bibliotecas da Indústria do Conhecimento do Sesi em 36 municípios e, no caso de Campo Grande, as sedes das associações de moradores dos bairros da cidade. Além disso, são mais de 800 professores e instrutores atuando nas unidades do Sesi e Senai no Estado.

Já o senador Delcídio do Amaral destacou o compromisso do Sistema Fiems de investir na qualificação profissional dos trabalhadores sul-mato-grossenses. “Temos de continuar capacitando as pessoas que vivem em Mato Grosso do Sul, pois não adianta gerar emprego e ser obrigado a buscar a mão de obra em outros Estados brasileiros. O foco tem de ser a formação profissional para garantir o futuro da nossa gente”, discursou.

Na avaliação do vice-presidente da Assomasul, Heitor Miranda do Santos, prefeito de Porto Murtinho, a chegada do Sistema Fiems nos municípios do Estado atendeu à demanda de conhecimento e formação profissional da população. “Essa parceria das prefeituras com o Sesi e o Senai já rendeu bons frutos com a qualificação de muitas pessoas. A aproximação da Fiems foi uma das melhores coisas que aconteceu no nosso Estado e, em particular, na cidade de Porto Murtinho, onde contamos com uma Biblioteca da Indústria do Conhecimento do Sesi e os cursos do Senai”, comentou.

Para o prefeito de Inocência, Antonio Ângelo dos Santos, a presença da Fiems no município alavancou o aprendizado dos jovens e contribuiu com a formação dos cidadãos em diversas áreas de atuação. “Essa parceria tem contribuído muito com o desenvolvimento da nossa cidade e vai melhorar ainda mais com outros cursos que virão”, concluiu.

O Programa

Do total de 81.399 vagas oferecidas pelo Senai em 269 cursos, 90,3% são gratuitas, o que corresponde a 73.457 vagas, incluindo 43.503 vagas proporcionadas com recursos próprios e 29.954 vagas oferecidas no âmbito do Pronatec (Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego). Segundo o diretor-regional do Senai, Jesner Escandolhero, o desafio deste ano é ampliar ainda mais a oferta de vagas, atingindo os locais em que a entidade ainda não tinha disponibilizado cursos, além de sensibilizar a população para as oportunidades existentes.

“É o maior programa de educação profissional do Estado e que integra as ações do Sistema Fiems para contribuir com a formação de mão de obra qualificada em Mato Grosso do Sul, colaborar para a melhoria da competitividade das indústrias e promover a geração de emprego e renda”, pontuou Jesner Escandolhero. Do total de 269 cursos, 237 são de qualificação profissional, 19 são de nível técnico, 6 de iniciação profissional, 3 de nível superior, 2 de nível de especialização profissional e 2 de nível de pós-graduação.

No âmbito do Pronatec, das 29.954 mil vagas ofertadas, 13 mil vagas são disponibilizadas no 1º semestre deste ano, enquanto as demais vagas serão ofertadas ao longo do 2º semestre. “Trata-se de mais um Programa que nos possibilita ampliar a oferta de vagas na educação profissional, assim como os demais programas de gratuidade com recursos próprios do Senai”, comentou o diretor-regional do Senai.

Na modalidade de ensino superior, a FatecSenai Campo Grande ofereceu 120 vagas nos cursos superiores de Tecnologia em Processos Gerenciais, Tecnologia em Gestão da Produção Industrial e Tecnologia em Logística. Na modalidade de pós-graduação Lato Sensu, será oferecido o curso a distância de controladoria e finanças com um total de 30 vagas não gratuitas em Campo Grande, além do curso de Gestão de Negócios, oferecido em parceria com a ESPM (Escola Superior de Propaganda e Marketing).

Já na modalidade de especialização profissional para egressos da educação profissional técnica de nível médio oferece 2 cursos – higiene ocupacional e gestão da manutenção. No caso dos cursos técnicos de nível médio, eles estão distribuídos em presenciais - já incluindo os oferecidos no âmbito do Pronatec e os disponibilizados com recursos próprios do Senai - e a distância. Na modalidade de iniciação profissional, o Senai disponibiliza vagas gratuitas em 6 cursos a distância de competências transversais - educação ambiental, empreendedorismo, legislação trabalhista, propriedade intelectual, segurança do trabalho e tecnologia da informação e comunicação.

Além das atuais 12 unidades fixas – outras duas estão em construção em Aparecida do Taboado e Maracaju e devem entrar em operação ainda este ano -, o Senai atua ainda na qualificação profissional por meio de 100 salas de aula móveis distribuídas por 25 cidades do Estado com a oferta de 19.470 vagas. “Essa iniciativa facilita o acesso das pessoas interessadas em fazer a qualificação e também amplia nossa capacidade de oferta dos cursos, principalmente, nos locais onde não temos unidades”, avaliou.