Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 8 de Maio de 2021

Sidrolandia

Aconselhado por João Grandão, prefeito desiste de inaugurar reforma da Efasidro

O valor dos 230 metros quadrados de área construída foi corrigido para R$ 246 mil e o saldo disponível de R$ 15 mil é insuficiente para compra dos móveis.

Flávio Paes/Região News

09 de Dezembro de 2016 - 15:10

O prefeito Ari Basso desistiu na última hora de inaugurar na manhã desta sexta-feira a reforma e ampliação da Efasidro (Escola da Família Agrícola), que fica na sede do Assentamento Capão Bonito 2,  distante mais de 60 quilômetros do centro da cidade. Esta era única inauguração prevista para o aniversário da cidade, no próximo domingo, dia 11.

O prefeito resolveu acatar o conselho do deputado estadual João Grandão e do delegado federal do Ministério do Desenvolvimento Agrário, Dorival Betini, que prestigiariam o evento, apontaram risco de questionamentos jurídicos caso a obra fosse entregue sem a compra do mobiliário, também prevista no convênio firmado em 2012 que garantiram recursos para custear as obras. Na época o deputado era o delegado do Ministério.

Segundo o secretário de Desenvolvimento Rural, Gilmar Antunes, o convênio foi firmado em 2012, mas a liberação de recursos só aconteceu ano passado, o que acabou defasando os custos. A construção das duas salas de aula, banheiros, parte administrativa e cobertura da varanda, estava orçada em R$ 231 mil, restando um resíduo de R$ 30 mil para compra do mobiliário.

O valor dos 230 metros quadrados de área construída foi corrigido para R$ 246 mil e o saldo disponível de R$ 15 mil é insuficiente para compra dos móveis, estimada em R$ 73 mil. “A prefeitura no momento não tem R$ 58 mil para oferecer de contrapartida, pelo menos neste ano”, explica. Gilmar vai segunda-feira a Campo Grande para uma reunião com o delegado do MDA em busca de um aditivo do convênio para garantir a compra do mobiliário.

Foto: Reginaldo Mello/Região News

Aconselhado por João Grandão, prefeito desiste de inaugurar reforma da Efasidro

Além da reforma do prédio antigo, foram executados 206 metros quadrados de construção, incluindo banheiros, duas salas de aula, secretaria, cantina, além da cobertura da varanda. A escola tem aproximadamente 60 alunos e adota uma pedagogia diferenciada, adaptada as peculiaridades dos alunos da zona rural.