Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 5 de Dezembro de 2021

Sidrolandia

André mostra cautela sobre viabilidade da proposta de comprar fazendas para índios com TDAs

De acordo com o governador, a União não deve tomar decisões que ainda vão onerar os cofres do governo estadual.

Flávio Paes/Região News

08 de Agosto de 2013 - 16:37

Contrariando a expectativa inicial de otimismo de que o conflito envolvendo fazendeiros e índios da Reserva Buriti estaria prestes a ser resolvido com o anúncio do uso de Títulos da Dívida Agrária para compra dos 15 mil hectares reivindicados como terra indígena, o governador André Puccinelli mostrou cautela e espera pelos detalhes da operação  que o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, deve apresentar no próximo dia 13 quando estará em Grande.

"Os produtores têm de acordar com o governo federal, porque o governo do estado simplesmente foi um convalidador das titulações feitas pelo governo federal."TDA não é dinheiro. Tem deflação, não vale o valor de face", declarou.

De acordo com o governador, a União não deve tomar decisões que ainda vão onerar os cofres do governo estadual. “Espero que não reste para nós”, destacou. Puccinelli ponderou que o próprio Estado foi “co-validador” dos títulos de terras aos produtores rurais e que estes não devem ser prejudicados.

“Eles precisam saber se eles (produtores) irão aceitar a proposta, pois tem que atender aos seus interesses também”, argumentou. Para o governador, a União faz importantes parcerias com o Estado, porém nesta área esta negligente.