Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 28 de Novembro de 2021

Sidrolandia

Apae só recebe metade dos repasses e está sem caixa para pagar funcoinários

A expectativa da instituição é que a prefeitura complemente os repasses com os R$ 33 mil dos convênios da Saúde.

Flávio Paes/Região News

17 de Setembro de 2013 - 08:16

Os 43 funcionários da APAE (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) ainda não receberam os seus salários de agosto, embora os cheques de cada um deles estejam prontos desde sexta-feira no setor de pessoal. Na sexta-feira a Prefeitura repassou R$ 25 mil, que corresponde a 50% dos repasses do convênio da assistência social referentes aos meses de agosto e setembro. 

Além de ser insuficiente para cobrir os gastos com pessoal (R$ 33 mil) é uma verba carimbada destinada a custear despesas de custeio que não será empregada no pagamento de salário. A expectativa da instituição é que a prefeitura complemente os repasses com os R$ 33 mil dos convênios da Saúde.

No total a Prefeitura tem quatro convênios com a APAE (dois da saúde e dois assistência social) que preveem repasses mensais no valor de R$ 58.213,73, sendo R$ 33 mil da Saúde e R$ 25,7 mil da Assistência Social. Por conta da eleição suplementar de março, foi firmado um convênio para o trimestre de janeiro a março, que foi quitado em abril, com o pagamento de R$ 174 mil. 

Só em agosto foi assinado o convênio para o restante e ficaram descoberto os meses de abril a julho, totalizando R$ 232,8 mil que deixaram de entrar no caixa da instituição que neste quadrimestre teve de gastar suas reservas financeiras, incluindo a receita de R$ 170 mil obtida no leilão de gado. 

A APAE tem um custo mensal que oscila entre R$ 80 e R$ 85 mil, incluindo a folha de pagamento de R$ 33 mil, provisionamento de R$ 7 mil para o décimo-terceiro. A instituição tem 156 alunos e uma fila de espera de 35 crianças.