Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 21 de Julho de 2024

Sidrolandia

Após agressão atribuída a homofobia, estudante pede R$ 1 milhão de indenização

Os dois se separaram correndo, até que o estudante foi pego pelos agressores, levando socos e chutes

Campo Grande News

12 de Setembro de 2012 - 13:50

A defesa do estudante de Artes Visuais, agredido em abril do ano passado por provável motivo de homofobia, quer R$ 1 milhão de indenização por danos morais, materiais e lesão corporal.

A ação é contra um dos 4 rapazes apontados pela investigação da Polícia Civil como agressor, André Delgado Baird, que é filho do prefeito de Costa Rica.

De acordo com o relato da vítima na época da agressão, a agressão aconteceu após ele e um amigo saírem da antiga boate Neo, na rua 15 de novembro. Um carro com quatro jovens passou e um deles gritou: “veado”.

Logo em seguida, dois jovens desceram do veículo e correram em direção às vítimas. Segundo o estudante, ele pensou que se tratava de um assalto e gritou para o amigo correr porque eles seriam roubados.

Os dois se separaram correndo, até que o estudante foi pego pelos agressores, levando socos e chutes. Ele sofreu hematomas no olho, nariz, boca e por todo o restante do corpo. Também teve dentes quebrados.

Nos depoimentos, os agressores negaram que o crime fosse motivado por homofobia.

A defesa justifica que “pelo que a vítima sofreu o valor ainda é pequeno”, mas frisa que o objetivo principal não é o dinheiro, mas a reparação do dano causado.

Os advogados de defesa se dizem confiantes a respeito da sentença do juiz, mas ainda não há data para o parecer.

A reportagem não localizou o advogado de André para se pronunciar sobre o assunto.