Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 4 de Dezembro de 2021

Sidrolandia

Após grave incêndio, empresário faz reinauguração de R$ 2 mi no Paulistão

Agora, os produtos que se orgulha chamar de “coisinhas de R$ 1,99”, estarão no mesmo local, na avenida Costa e Silva, em frente ao Terminal Morenão.

Campo Grande News

30 de Setembro de 2013 - 08:00

Nove meses após o grave incêndio, que escureceu o céu da Capital na manhã de uma quinta-feira, em 6 de dezembro de 2012, outra loja de utilidades domésticas promete ressurgir das cinzas ainda este ano. No caso do empresário Gilberto Lopes Cardoso, 65 anos, proprietário das Lojas Paulistão, que jamais imaginou que “um raio não cairia duas vezes no mesmo lugar”, a reinauguração será digna dos clientes, já que o investimento ultrapassa R$ 2 milhões.

“Foi como uma morte, fiquei abatido, sem poder fazer nada. Jamais pensei que iria pegar fogo de novo, principalmente porque era sede própria, construída em 10 anos de muito trabalho. Mas com muita garra e apoio, reerguemos o prédio. Será uma reinauguração será digna dos nossos clientes, com direito a chamada na televisão e champagne”, afirma Cardoso.

Na ocasião, com estoque suficiente para as vendas de final do ano, o empresário conta que não havia nem feito um seguro, apenas um valor pequeno que não “deu nem para recuperar o prédio”. “Tive de contar com a linha bancária e com as nossas reservas. Deslocamos também uma grande equipe das outras lojas, como mecânicos, eletricistas e outros profissionais para trabalharem naquele local.

Agora, os produtos que se orgulha chamar de “coisinhas de R$ 1,99”, estarão no mesmo local, na avenida Costa e Silva, em frente ao Terminal Morenão. “Muita gente diz que ali faz uma falta enorme, porque é um local fácil de estacionar. Falo com muito orgulho e sei do compromisso que tinha de refazer a loja. Agora, a previsão é que até dezembro o local já esteja em funcionamento”, avalia o empresário.

Nova Loja: Há quatro dias, 141 dias após o incêndio considerado o “de maior proporção” pelo Corpo de Bombeiros, a loja Planeta Real, localizada na rua 14 de julho, também reinaugurou em Campo Grande. No dia, todas as mercadorias expostas em mais de 2 mil m² foram destruídas, inclusive, com a área reservada aos peixes, que viraram atração.

Os responsáveis pela loja chegaram até a emitir um comunicado para a imprensa, dizendo: “Sete de maio de dois mil e treze. Esta data nós nunca vamos esquecer. O fogo consumiu tudo: instalações, produtos e prédio, mas com a graça de Deus ninguém sequer se machucou, nem mesmo o peixe (pirarucu), exemplo e símbolo da força de vontade, valentia e bravura com que nossa equipe enfrentou essa tragédia."