Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 27 de Outubro de 2020

Sidrolandia

Após mortes, ministério suspende transplantes de rim na Santa Casa

Na ocasião, o diretor-técnico Luiz Alberto Kanamura declarou ter suspeitas, mas não iria divulgar por não ter como provar.

Campo Grande News

09 de Janeiro de 2014 - 14:25

A Secretaria de Atenção à Saúde, ligada ao Ministério da Saúde, suspendeu a realização de transplante renal na Santa Casa de Campo Grande. A portaria 17/2014 foi publicada na edição de hoje do Diário Oficial da União.

Em dezembro de 2013, a direção do hospital, o maior de Mato Grosso do Sul, havia anunciado a suspensão dos procedimentos, que resultaram em três morte no período de 15 dias.

No ano passado, foram feitos 45 transplantes de rim na Santa Casa, com sete mortes de pacientes. Conforme o hospital, em três procedimentos não foi constatado a causa. A situação é investigada pelo Ministério da Saúde. Em dezembro, a previsão do hospital era de que os transplantes de rins fossem retomados em 90 dias.

Na ocasião, o diretor-técnico Luiz Alberto Kanamura declarou ter suspeitas, mas não iria divulgar por não ter como provar. Segundo o diretor-presidente da ABCG (Associação Beneficente de Campo Grande), Wilson Teslenco, a causa das mortes é apurada pela comissão de transplante e o ministério.

“Dentro de 15 dias será apresentado um plano de retomada, que vai apontar o que precisa ser modificado. É um plano de todo o setor de nefrologia”, afirma.