Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 22 de Janeiro de 2021

Sidrolandia

Após mortes, Santa Casa não renova contrato com superintendente

Ele ocupava o cargo desde maio de 2013 e deve continuar exercendo suas funções até a semana que vem, quando encerra seu o vínculo com a instituição

Campo Grande News

07 de Agosto de 2014 - 09:50

A Santa Casa de Campo Grande não vai renovar contrato com o superintendente Geraldo Justo. Ele ocupava o cargo desde maio de 2013 e deve continuar exercendo suas funções até a semana que vem, quando encerra seu o vínculo com a instituição.

De acordo com a assessoria, a decisão da ABCG (Associação Beneficente de Campo Grande), entidade gestora do hospital, foi meramente administrativa. A saída de Justo ocorre a menos de um mês após os registros das mortes de três pacientes no setor de oncologia.

Entre os dias 10 e 12 de julho, morreram Carmen Insfran Bernard, 48 anos, Norotilde Araújo Greco, 72 anos, e Maria Glória Guimarães, 61 anos, em decorrência de complicações após sessões de quimioterapia.

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil, ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e por uma comissão interna criada pela ABCG.

Logo depois que os casos vieram à tona, a Associação antecipou o rompimento de contrato com o Centro de Oncologia e Hematologia de Mato Grosso do Sul, empresa que prestava serviços a pacientes com câncer na Santa Casa. Também foi suspenso o lote do medicamento Fluorouracil (5-FU), administrado nas vítimas durante sessões de quimioterapia.