Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 22 de Setembro de 2021

Sidrolandia

Após vazio sanitário, plantio de soja deve começar após chuvas em MS

No Brasil, 12 estados adotam o vazio sanitário. Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Paraná e São Paulo têm o mesmo calendário para evitar a disseminação da praga entre as lavouras.

G1 MS

16 de Setembro de 2013 - 16:18

O vazio sanitário, período em que é proibido o plantio de soja para evitar manifestação do fungo da ferrugem asiática, terminou no domingo (15) em Mato Grosso do Sul. Os produtores do estado já podem começar o plantio do grão na safra 2013/14. Porém, o cultivo deverá ser adiado até o período de chuvas.

Segundo a Associação dos Produtores de Soja (Aprosoja-MS), é necessário aguardar esse tempo para melhor aproveitamento da umidade do solo e agilidade na germinação das sementes.

O diretor-executivo da associação, Lucas Galvan, disse que é preciso haver chuvas com volume de 50 a 80 milímetros para que as condições sejam consideradas boas. Segundo ele, a expectativa é que o plantio comece entre os dias 25 e 26 de setembro.

Ainda de acordo com Galvan, produtores do estado devem aumentar a área plantada para 2,2 milhões de hectares, um acréscimo de 10% em relação ao ciclo passado, quando foram cultivados 2 milhões de hectares.

Período

O vazio sanitário sul-mato-grossense é estabelecido entre 15 de junho a 15 de setembro, período antecipado em relação à safra 2010/11. De acordo com Galvan, o calendário atual auxilia no rendimento da produção, deixando o fungo da doença sem alimentação e reduz o risco de pragas na plantação.

No Brasil, 12 estados adotam o vazio sanitário. Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Paraná e São Paulo têm o mesmo calendário para evitar a disseminação da praga entre as lavouras.