Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 1 de Dezembro de 2021

Sidrolandia

Ar condicionado ligado com controle universal causou queda da energia na Câmara

Segundo disse Idenor, eles foram ligados com um controle universal pelos integrantes do Movimento Popular pelo Passe Livre – MPPL, que estão acampados no local desde o dia 04.

Dourados News

01 de Agosto de 2013 - 16:54

O presidente Câmara de Vereadores de Dourados, Idenor Machado, informou na tarde de hoje que o motivou que causou a falta de energia elétrica nesta manhã no local, seria o funcionamento a noite toda dos os aparelhos de ar condicionado.

Segundo disse Idenor, eles foram ligados com um controle universal pelos integrantes do Movimento Popular pelo Passe Livre – MPPL, que estão acampados no local desde o dia 04.

“Com o ar ligado a noite toda, causou uma sobrecarga o que fez um fusível queimar” afirmou o presidente. A energia foi restabelecida por volta das 14h, após a Câmara acionar técnicos para solucionarem o caso. Alguns servidores voltaram ao trabalho nesta tarde. Em contato com integrantes do movimento, eles informaram o Dourados News que não podiam atender no momento.

DISPENSA

De manhã o presidente dispensou os servidores do trabalho, pois segundo ele, os funcionários não teriam o que fazer no local sem a energia. Essa é a segunda vez que o Legislativo dispensa seus servidores em menos de um mês.

Durante o recesso dos vereadores, entre os dias 5 e 22 de julho, todos acabaram recebendo ‘férias’ por - segundo entrevista concedida pelo presidente da Casa no dia 8 do mês passado - falta de segurança. O local está ocupado por manifestantes desde o dia 4 de julho, após Audiência Pública que discutiu a implantação de um novo modelo de mobilidade urbana no município.

Segundo Machado, a situação encontra-se insustentável. “Esta cada dia mais complicado, ninguém toma solução e precisamos nos atentar para casos isolados, como o que aconteceu na noite de terça-feira (30) quando o vereador Aguilera de Souza (PSDC) foi chamado de demagogo por uma menina após agradecer os apoios recebidos após a morte da filha”, comentou.

Ainda segundo o presidente da Casa, o Legislativo está de mãos atadas para o caso. “Não podemos fazer nada!”, disse. Hoje pela manhã, um servidor – que preferiu não se identificar - procurou o Dourados News e relatou que a medida [dispensa de funcionários] deixou muitas pessoas irritadas. Segundo ele, todos estão privados de circular pelo local.