Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 24 de Junho de 2021

Sidrolandia

Área destruída por incêndio passa por vistoria de técnicos do Imam

A perícia também trabalha nos levantamentos, já que um homem e cerca de 40 cabeças de gado morreram no incêndio.

Campo Grande News

26 de Agosto de 2013 - 14:41

Seis técnicos do Imam (Instituto de Meio Ambiente de Dourados) fazem o levantamento da área destruída pelo incêndio que começou em um canavial em Dourados, a 225 quilômetros de Campo Grande, e mobilizou dezenas de militares do Corpo de Bombeiros na última quinta-feira (22).

Conforme apurou o Dourados News, os técnicos vistoriam as APPs (Áreas de Preservação Permanente) para apurar o princípio do incêndio e encontrar os possíveis responsáveis pelo incêndio de grandes proporções.

A multa em caso de irregularidade é estipulada de acordo com a área destruída, que ainda não foi calculada. Não há data prevista para o término dos trabalhos do Imam.

O Imam avalia que o incêndio que levou mais de 10 horas para ser controlado foi de proporções nunca antes registradas em Dourados. O instituto estuda a possibilidade de um sobrevôo na região para melhor avaliação do local.

A perícia também trabalha nos levantamentos, já que um homem e cerca de 40 cabeças de gado morreram no incêndio.

Incêndio - A causa do fogo, que durou mais de dez horas, foi um incêndio programado por uma usina da região, mas as chamas saíram do controle. Nove pessoas precisaram ser socorridas, inclusive um bebê de cinco meses, por intoxicação com a fumaça.

Segundo os bombeiros, 15 caminhões pipas de usinas e da Prefeitura de Dourados ajudaram no combate às chamas, que levou mais de cinco horas. Ao todo, 330 mil litros de água foram usados. De grandes proporções, o incêndio foi registrado por satélites meteorológicos em todo mundo.